praia

5 destinos românticos de Lua de Mel na praia

Pensar em Lua de Mel é pensar em romance, descanso e muita mordomia.

Para quem gosta de sol e mar, os destinos de praia em resorts são opções incríveis para isso!

Aqui listei 5 lugares de praia perfeitos para casais em lua de mel com informações super legais e dicas preciosas. 


1) Koh Tao, Tailândia

POR QUE IR: Porque se contentar com uma praia de tirar o fôlego quando você pode experimentar várias? A idéia aqui é alugar uma moto e procurar sua praia favorita entre tantas opções maravilhosas. 

ONDE FICAR: O resort para adultos Koh Tao Bamboo Huts (com diárias a partir de US$ 212) tem 19 cabanas na beira do mar. Todas com vista para a água, além de uma varanda ao ar livre. Você também pode reservar com piscina privativa e jacuzzi para dois.

O QUE FAZER: Relaxe na praia privada do hotel ou faça o famoso curso de mergulho local.

2) Aruba

POR QUE IR: Apelidada de “One Happy Island” por sua localização privilegiada fora da rota dos furacões e temperatura média de 30 graus o ano todo, esta ilha é uma das mais ensolarados de todo o Caribe.

ONDE FICAR: Cada quarto no recém-inaugurado Ritz-Carlton Aruba (com diárias a partir de US$ 399) tem uma varanda privada. Reserve o quarto com vista para o mar e viva a Lua de Mel dos sonhos nesse paraíso. 

O QUE FAZER: Embora este e a maioria dos outros hotéis estejam localizados em Palm Beach – a praia famosa de Aruba -, aventure-se um dia na Arashi Beach para curtir a areia branca e o mergulho com snorkel. Ou tente a sua sorte no enorme cassino do resort.

3) Fiji

POR QUE IR: As ilhas que formam Fiji estão cercadas por recifes de coral, em lagoas quentes e belas praias.

ONDE FICAR: O Likuliku Lagoon Resort Fiji com regime all inclusive na Ilha Malolo é o único resort em Fiji com bangalôs que são construídos em estilo tradicional fijiano com materiais locais.

O QUE FAZER: Passear por trilhas naturais tranquilas que levam a uma vista espetacular das Ilhas Mamanuca, visitar a aldeia vizinha e explorar locais antigos.

4) Little Cayman, Ilhas Cayman

POR QUE IR: O menor e menos desenvolvido (leia-se: tranquilo) das três Ilhas Cayman, Little Cayman tem uma população com cerca de 170 pessoas, o que significa que a maior parte da ilha é uma praia deserta.

ONDE FICAR: Hospede-se numa casa de um quarto de frente para o mar no The Club Little Cayman e relaxe na praia isolada da propriedade.

O QUE FAZER: Aventure-se na remota lagoa South Hole Sound para nadar com pouquíssimas pessoas. Ou alugue um barco até a pequena e deserta Owen Island para contemplar a natureza em sua forma mais primitiva. Vocês vão sentir como se fossem as duas únicas pessoas no mundo.


5) St. Barth

POR QUE IR: Esta ilha é um dos destinos mais sofisticados do Caribe e seu mood francês oferece um apelo elegante semelhante à Riviera Francesa.

ONDE FICAR: Todas as suítes e villas do intimista hotel Le Sereno têm terraços e jardins privativos – e a maioria tem vista para o mar.

O QUE FAZER: Pegue uma cesta de piquenique, roupas de banho e toalhas de praia e vá até a linda Colombier (a cor da água será uma das mais linda que você já viu), que só é acessível de barco ou a pé.


Qual dessas vocês escolheriam?

0 comment

Hotel Vila Naiá

 
 
Desde que comecei o blog, a ideia sempre foi encontrar esses lugares charmosos e pouco conhecidos para viajar a dois. 
Quase 10 anos depois, continuo com o mesmo intuito: encontrar um hotel encantador, um restaurante charmoso ou um café acolhedor.
 
E o Vila Naiá superou todas as minhas expectativas.
 
 
Antes tudo, preciso dizer que quando vi que ficava numa ponta isolada, no sul da Bahia, já fiquei animada. Nada mais romântico que uma praia quase deserta. 
E de fato a experiência foi essa – por alguns momentos estávamos sozinhos naquele pedaço do paraíso – o hotel estava bem tranquilo!
 
O Vila Naiá fica em Corumbau, Bahia, entre os municípios de Prado e Porto Seguro. 
 
Optamos por pegar uma lancha saindo do porto de Porto Seguro, que faz a travessia em aproximadamente 1 hora e meia. O deslocamento também pode ser por terra, porém prepare-se para pegar uma estrada num veículo 4×4 por cerca de 5 horas! Pois é.
A outra opção é de avião, o que fizemos na volta. 
 
Corumbau é a praia mais isolada do sul da Bahia, são 15 km de extensão de areia, água verde, amendoeiras e muitos coqueiros. 
 
 
O hotel é um daqueles achados que a maioria dos viajantes gostaria de conhecer!
Lugar lindo, charmoso, super aconchegante. Dá vontade de passar um tempo ali, morando, vivendo aquela atmosfera baiana. 
 
Alguns quartos ficam em casinhas que foram inspiradas em moradias locais. E isso deixa a hospedagem ainda mais acolhedora. 
Quartos amplos, camas com dossel, decoração rústica e um atendimento impecável fazem cada minutinho valer a pena. 
 
 
Em frente a piscina fica um dos espaços mais charmosos do Vila Naiá, chamado de o “Quadrado”.
É um lounge com chão de mármore, “paredes” de tela que permitem a ventilação natural e protegem de insetos. Ainda tem um bar/café ao ar livre, wifi liberado e TV a cabo.
 
 
E quando digo atendimento impecável, estou falando de uma experiência quase exclusiva.
Os hóspedes podem escolher o horário e o local das suas refeições: na praia, piscina, jardim ou no quarto.
E se pintar aquela fome no meio da tarde, é só chamar algum dos funcionários (sempre atentos) e fazer seu pedido. E parece que eles estão sempre satisfeitos em atender alguma necessidade nossa!
 
Por fim, o que tenho a dizer é: se vocês buscam um hotel aconchegante e charmoso, numa praia linda e tranquila, o Vila Naiá pode ser sua melhor escolha! 
 
 
 
 

Hotel Vila Naiá 

Estrada Principal, s/n – Paralelo 17 – Corumbau, Prado – BA, 45980-000
Tel: +55 73 3573-1006
Reservas: +55 11 3063-2023
 

Como Chegar:

De Carro:

Partindo de Porto Seguro – 4 a 5 horas de viagem, em 4×4.

De Avião ou Helicóptero:

20 minutos de vôo a partir de Porto Seguro.

De Lancha:

1h30min de lancha saindo do porto de Porto Seguro.

 

 
 

0 comment

San Andres

 

sanandres5

 

Um mar com 7 tons de azul. Sim, a Colômbia tem Caribe. E que Caribe.

San Andres fica a 700 quilômetros da costa e consegue reunir tudo que as outras ilhas mais badaladas da região possuem.

Praias lindas, de águas cristalinas e sem ondas, areia branca e alguns coqueiros estrategicamente posicionados. Para quem gosta de mergulho, os recifes de coral estão ali a disposição. E ainda conta com uma vida noturna pra lá de agitada, se você gostar de reggae!

Tudo aqui é mais relax e informal, embora também encontre ótimos hotéis, inclusive redes com sistema all-inclusive. Os melhores hotéis da ilha são os resorts Aquarium e Marazul, da rede Decameron.

 

decameron3 BC

 

O Aquarium fica mais no centro, é indicado para famílias ou grupos de amigos. O Marazul é mais afastado, indicado para casais em lua de mel ou para quem curte um pouco mais de paz e isolamento.

Os habitantes de San Andres são muito hospitaleiros, muitos são descendentes de ingleses e jamaicanos, que conversam numa curiosa mistura de espanhol e inglês. Mas não se preocupem, todos entendem inglês.

A ilha fica mais próxima da Nicarágua e da Costa Rica do que da Colômbia continental e entre elas se estende a terceira maior barreira de corais do mundo!

Isso explica grande variedade de tons de azul e verde que se vê no mar. Os bancos de areia sobre os corais, chamados de cayos, são uma ótima alternativa para ver essa mistura de cores de perto – e com exclusividade de uma praia quase deserta. Um dos passeios mais legais é ir de lancha até os cayos e almoçar a bordo.

 

hoyosoplador

 

Outra grande atração ali é o Hoyo Soplador, um sistema de túneis nas pedras que provoca um efeito de gêiser natural ao receber a água do mar.

 

Não deixe de visitar

Cayo Bolívar

Para quem está a procura de paz e tranquilidade, esta pequena ilha há 1h30m de barco de San Andrés é o destino certo, lá não tem nada, nem restaurantes, nem quiosques, muito menos moradores, apenas o mar e a areia branca, para passar o dia, literalmente, no puro ócio.

La Loma

Fica na parte mais alta da ilha de San Andrés, um bairro pequeno e charmoso. Para quem aprecia a natureza há muitas atividades, como trilhas e cavalgadas. Lá está situada a primeira igreja da ilha, a Iglesia San Bautista, com um mirante maravilhoso.

La Piscinita

Que tal alimentar peixes coloridos enquanto pratica snorkeling? Logo na entrada, o turista recebe um pedaço de pão para os peixinhos. Além disso, tem um bar onde são oferecidos diversos coquetéis típicos da região. Avenida Circunvalar (sudoeste da ilha de San Andrés).

Hoyo Soplador

O orgulho de quem vive na ilha de San Andrés. Lá tem uma fonte termal que é produzida graças à pressão que as ondas do mar fazem nas rochas, o que dá um efeito de sopro quando a água pode atingir até 20 metros de altura.

Parque Regional Johnny Cay

Aqui você poderá ver diversos tipos de animais, como iguanas, tartarugas, lagartixas azuis e aves. Ao todo são 45 mil m², com bares e restaurantes que tocam reggae e servem a típica culinária caribenha!

Playa de San Luis

A mais famosa da ilha de San Andrés. Fica do lado leste em uma área repleta de casas com arquitetura típica caribenha.

Rose Cay (Acuario) y Haynes Cay

Fica a dez minutos de barco de San Andrés, é uma conjunto com duas ilhotas conhecida como “Isla del Amor”. Legal para praticar snorkeling, ou apenas admirar a mistura de cores do mar caribenho. Para ir de Rose Cay até Haynes Cay, é só caminhar pela água, que não passa do joelho.

 

sanandres4

 

ONDE FICAR:

Decameron Aquarium http://www.decameron.co

Decameron Los Delfines http://www.decameron.co

Royal Decameron Marazul http://www.decameron.co

Sunrise Hotel http://www.ghlhoteles.com

 

COMO CHEGAR

Há voos diretos para Bogotá com a Tam e Avianca. Com a Avianca, é possível voar de Bogotá a Cartagena ou diretamente a San Andrés. A Lan e a Taca via Lima, e a Copa Airlines, via Cidade do Panamá, que chega diretamente a Cartagena e San Andrés também são boas opções.

 

ANOTE

Aeroporto: Aeroporto Internacional El Dorado, em Bogotá (BOG), ou Aeroporto Internacional Rafael Núñez, em Cartagena

Capital: Bogotá

Moeda: Peso colombiano (US$ 1 = 1.943 pesos colombianos)

Idioma: Espanhol

Visto: Não é necessário para brasileiros

Vacinas: Febre Amarela. Não é obrigatória, mas recomendada.

Código de telefone: 57

Eletricidade: 110 v

Fuso horário: 02 horas a menos que Brasília

Melhor época para visitar: Temperaturas agradáveis o ano todo. A temporada seca é ideal para aproveitar melhor os passeios, vai de dezembro a março e também nos meses de julho e agosto. Bogotá, pela altitude, é mais fria, com média anual de 14 graus.

Informações turísticas: http://www.colombia.travel

 

2 Comments

St. Marteen

A ilha de St. Marteen tem 96 km. Ou duas vezes a Barra da Tijuca.

Pequena? Parece, se você pensar que o espaço foi dividido entre holandeses e franceses, em 1648. Os holandeses ficaram com Saint Marteen (43% do território) e os franceses ganharam Saint Martin (os demais 57%).

Mas quando sabemos que a ilha acolhe três línguas, três moedas, imigrantes de 104 nacionalidades, cassinos, joalherias, restaurantes dos mais diversos tipos e 37 praias ao melhor estilo caribenho, não podemos, jamais, considerá-la pequena. Inclua também, umas das compras mais baratas do planeta. Vista assim, St. Maarten é imensa. Mas pode acreditar: cabe muito bem no seu orçamento!

 

stmaeerten

 

A animação fica na Praia de Maho, na parte holandesa. É onde brilham as luzes do Casino Royale — sim, como o do filme. Funciona desde 1950 e foi o responsável pela abertura de diversos barzinhos por ali. O único aeroporto da ilha e a maior parte da rede hoteleira ficam em Philipsburg.

A língua oficial é o holandês, mas o inglês é de uso corrente. Junto com esses dois idiomas, eles adicionaram o português, espanhol e palavras africanas. Resultado: o papiamento das ilhas de colonização holandesa, assim como em Aruba. Além do papiamento, também utilizam uma moeda rara: o florim das Antilhas Holandesas. Mas não se preocupe, o dólar americano é aceito sem restrições.

 

st maarten samanna

 

Imagine um calçadão ao estilo de Copacabana! Philipsburg tem um, de 2 quilômetros: Great Bay.

Muita gente bonita caminha de lá para cá. Assim como em Copa, mas com biquínis mais recatados! Em Orient Bay, circulam os inimigos número 1 dos fabricantes de maiô: os nudistas. É uma das praias mais famosas de naturismo do Caribe.

Se vocês curtem natureza, então o lugar é Cupecoy. As falésias avermelhadas são inspiradoras. Conforme o sol vai caindo sobre elas, o vermelho ganha outros tons.

 

st maarten9

 

A culinária é especial, a ilha já ganhou o título de Capital Gastronômica do Caribe! E merece, a culinária é mesmo de uma riqueza ímpar. De cozinha tailandesa aos bistrôs franceses, há de tudo. Sem esquecer os sabores locais, como a guavaberry — uma fruta vermelha doce muito parecida com a cereja.

A fração francesa é menos animada. Mas para compensar, conta com praias que lembram trechos da Côte D’Azur. Marigot Beach tem o único shopping center da ilha. Até vale a visita, mas os preços são menos atraentes – ali tudo é pago em euro. Bom mesmo é caminhar pela orla e apreciar o porto.

 

st maarten11

 

O que você deve saber:

• Três moedas? Isso mesmo. Na parte francesa, o euro. Na outra, o florim. E também o dólar, sem problemas.

• Em Maho, quem preferir fugir da música caribenha, procure o Soprano’s. A música é internacional: jazz e pop.

• Alugar um carro pode ser uma boa. Mas cuidado, na alta temporada o congestionamento é enorme. As ruas são estreitas e é complicado estacionar.

• Um passeio para todas as idades: o Forte Amsterdam. A fortaleza do século 17 está em ruínas, mas nos brinda com uma vista espetacular.

• Programa tentador: dar a volta na ilha a bordo de um grande veleiro catamarã e descobrir lindas ilhas desertas. Procurem a Eagle Tours.

Como chegar: As companhias aéreas americanas com melhores conexões são: American Airlines e Delta Airlines. Também é possível chegar através das irmãs Aruba e Curaçao.

 

Visite: 

– 12 Meter Regatta, Porto de Philipsburg

– Eagle Tours, Jurancho Yrausquin Bojulevard (Bobby’s Marina), Philipburg

– Guavaberry Emporium, Frontstreet 8-10, Philipsburg

 

Onde comer:

– L’Escargot, 96 Front Steet, Philipsburg

– Le Chanteclair, Marina Royale, Marigot

– Le Marrakech, (Marroquino), Marigot

– Baskin Robbins, (Sorveteria), Simpson Bay

– Mooi Restaurant, (Fusion Food), Puerta del Sol Plaza, Simpson Bay

– Le Lagon Creole-Creperie, (Francesa/ Caribenha), Colebay

– Le Tastevin, Grand-Case

– Le Pressoir, Grand-Case

 

Noite:

– Bliss, Bacon Hill Road 2

– Tantra, Rhine Road

– ESPN Sport Bar, Simpson Bay

 

Onde ficar:

Radisson Blu Hotel – melhor localização;

Sonesta Maho Beach, o famoso hotel próximo ao aeroporto de Philipsburg, não perca o pouso dos aviões bem próximos a praia;

Westin Dawn Beach, hotel com apartamentos com cozinhas totalmente equipadas;

The Cliff, fica na famosa praia de Cupecoy;

La Samanna, o hotel mais chique da ilha;

Esmeralda Resort,  hotel pequeno e muito charmoso

 

Anote:

Aeroporto: Aeroporto Internacional Princess Juliana (SXM)

Capital: Philipsburg (lado Holândes), Marigot (lado Francês)

Moeda: Florim holandês (US$ 1 equivale a Naf 1,82, mas o dólar é bem aceito). No lado francês, o euro é a moeda local

Idioma: Holandês, mas o inglês é sempre falado

Visto: Sim, visto americano devido à conexão nos Estados Unidos

Vacina: Febre amarela

Código de telefone: 599

Melhor época para viajar: O ano todo, temperatura média de 29 a 22° C

 

0 comment

Turtle Island – Ilhas Fiji

turtle aerea

 

Já imaginou uma ilha “all inclusive”? Com acomodação para apenas 14 casais de cada vez?

Uma lagoa azul é o cenário dessa ilha paradísica chamada Turtle Island.

Ventos suaves, cheiro de flores tropicais, águas quentes e azuis… São 14 praias particulares que convidam os casais a desfrutar de um dos cenários mais perfeitos do planeta.

A ilha é completa e assim que chegamos somos recebidos por nossa “Mama Bure”, que nos ajuda com tudo que precisamos. Das refeições às atividades durante o dia, tudo na ilha é para nosso uso exclusivo. Ela fica a diposição para se certificar do que precisamos e desejamos durante a nossa estadia.

 

refeição turtle1

 

A culinária é à base de frutos do mar frescos das águas locais, frutas e vegetais cultivados na ilha… tudo delicioso!

A experiência cultural começa no momento em que conhecemos os gentis e simpáticos anfitriões locais. E a partir disso é uma surpresa maior do que a outra; eles fazem de tudo para agradar!

 

rooms turtle

 

As 14 vilas dessa ilha em Fiji são separadas por praias privadas, que acomodam apenas 28 pessoas ao mesmo tempo. Cada uma das 14 casas (chamados de “bures”) se estende ao longo da famosa “Lagoa Azul” e são separadas umas das outras por praias de areia branca e coqueiros. Ou seja, você vai ter o seu próprio pedaço de paraíso!

Turtle Island Fiji é aquilo que sempre sonhamos para a lua de mel perfeita, aniversários de casamentos ou renovações de votos.

O hotel já foi premiado por seu compromisso com o turismo sustentável, o que torna essa energia da ilha ainda mais interessante. E também é constantemente classificado como um dos melhores e principais destinos de lua de mel do mundo!

 

beach turtle2

 

Mas a gente só entende isso quando chega lá. Quando se depara com a essência do romance o tempo todo à nossa frente… Seja no piquenique compartilhando uma taça de champanhe com a pessoa que você ama, no jantar à luz de velas num platô sobre as águas ou na troca de votos de uma cerimônia de casamento!

 

dinner turtle

 

Só posso dizer que conhecer Turtle Island transformará o seu sonho de lua de mel perfeita em realidade!

 

0 comment