culinária

Os 5 novos hotéis da Small Luxury Hotels of the World

Acho que a maioria de vocês já conhece a Small Luxury Hotels of the World, mas para quem ainda não conhece, segue um breve resumo:

A marca SLH representa um portfólio com pequenos hotéis de luxo independentes no mundo.

São mais de 500 opções de hospedagem dentre hotéis boutiques, hotéis design, casas de campo, resorts e até ilhas particulares.

Os hotéis passam por um controle rígido de aprovação e só os melhores são aceitos pela marca. Quem sai ganhando é o hóspede, que recebe qualidade em atendimento e as melhores experiências em serviço.

Esse mês a marca lançou cinco novos hotéis, três hotéis boutique e dois voltados à natureza:

 

Córsega – Le Domaine Misincu

O Le Domaine Misincu é o único hotel boutique de luxo na região de Cabo Corso, a parte mais preservada da ilha de Córsega. A área mistura parques naturais e jardins com o estilo tradicional, oferecendo uma estadia elegante e rústica.

 

Roma (Itália) – Margutta 19

Esse é um hotel boutique romano e fica na “rua dos artistas”, onde Picasso morou. Tem abertura prevista para julho deste ano e oferecerá aos hóspedes um restaurante com receitas tradicionais da família dos proprietários, além de suítes bem decoradas e terraço.

 

São Lourenço do Barrocal (Portugal) – Monsaraz

Uma propriedade familiar de 200 anos mistura o contemporâneo ao vintage, com jardins, laranjal e piscina. O diferencial é que oferecem aos hóspedes um jantar inspirado na fazenda e com sabores clássicos. São 40 quartos, suítes ou casas de campo que dão acesso ao spa da marca austríaca orgânica Susanne Kaufmann.

 

Puerto Vallarta (México) – Casa Velas

Aquele tipo de hotel exclusivo para adultos.  A propriedade fica em meio a flora tropical, com 80 suítes de luxo inspiradas no design mexicano tradicional. Pertinho da praia, a acomodação oferece tratamentos com base na sabedoria antiga e com ingredientes locais. Imperdível!

 

Izu (Japão) – ABBA Resorts Izu

Hotel boutique pequeno, com apenas 30 quartos (cada um, com banho ao ar livre de águas minerais quentes), restaurante com pratos franceses e japoneses e spa, todos no estilo ryokan. Sem deixar o luxo de lado, mistura-se a floresta com um jardim de formações de lava e vegetação própria do local.

 

Difícil escolher o próximo destino de viagem…

 

 

 

0 comment

Os 10 melhores brunches de Londres

 

Na minha última temporada em Londres, escolhi tomar um bom café da manhã, todos dias.

Sou daquelas apaixonada por café da manhã de hotel e sempre que posso experimento os mais variados tipos.

Lembro de ter escutado falar sobre brunch ainda na adolescência e fiquei vidrada para conhecer e entender o que era. E descobri ser mistura perfeita, além do fato de poder acordar um pouco mais tarde e esticar esse momento tão bom.

Brunch é a refeição entre o café da manhã e o almoço, e uma substitui a outra. A palavra Brunch é a junção de café da manhã (breakfast) e almoço (lunch).

Acho que o ritual do Brunch é perfeito para qualquer ocasião, de preferência nos fins de semana, onde temos mais tempo para as refeições. Combina muito com o verão, quando servido com espumante gelado. Mas tambem aposto no inverno, com caldos e sopas deliciosas. É aquele momento de relaxar, colocar o papo em dia, contar como foi a semana e desfrutar o melhor da refeição.

Em Londres, aos domingos, o brunch vira “Sunday roast”, uma referência ao assado especial do dia, uma tradição britânica!

Por isso tratei de conhecer os melhores brunches de Londres e aqui vão as sugestões:

 

 

  • Balthazar – Convent Garden

Sou muito fã do restaurante de NY e quando descobri o brunch no de Londres, corri para conhecer. Os pratos são parecidos, mas no de Londres a oferta de crepes e panquecas é maior. Tem para todos os gostos: do crepe ao hambúrguer (com fritas, claro!). Além dos doces, servem os melhores ovos Benedict da cidade. Caso queira uma refeição mais completa é só esperar pelo divino spaghetti com lagosta. Entre as bebidas temos espumantes geladíssimos e o famoso bloody mary da casa. Enjoy!

 

 

  • Cecconi’s – Mayfair

Famoso pela culinária italiana, eles servem um brunch a moda da casa. O lugar é lindo, pertinho da Bond street e servem um brunch delicioso com os melhores tipos de prosecco. Se você quer um lugar descontraído e divertido, Cecconi’s é o lugar!

 

 

  • Orangery – Kesington Gardens

Dizem que tem uma das melhores cartas de chá de Londres. Como adoro chá, arrisquei e não me arrependi. Um lugar super charmoso, uma verdadeira casa de chá. Tem todos os sabores do mundo! Experimentei um de limão siciliano (perfeito) e um chá preto, ambos maravilhosos. Para quem prefere algo mais heavy, a carta de vinho também faz bonito. Servem pães, bolos, tortas, sanduichinhos (dos mais variados), docinhos, scones e muitos mais. Se você também é louco por chás, vale muito conhecer!

 

 

  • The Breakfast Club – Islignton

Um lugar super descolado e diferente para um brunch. Fica perto da Upper Street e serve os pratos mais pedidos num brunch: panquecas, ovos Benedict, sanduíche de salmão, scones, tortas, chás e espumantes. Tudo isso a um preço bem acessível. Não se assuste com as filas na porta, vale a pena esperar um pouquinho!

 

 

  • 34 Restaurant – Mayfair

Se você é fã de ovos, então esse é o lugar certo. Eles servem ovos com uma infinidade de recheios: peixe, lagosta, camarão, caranguejo, salmão defumado, aspargos, linguiça e muito mais. Além dos clássicos: panquecas, massas, saladas, sanduichinhos, scones e doces. No domingo o Sunday roast é caprichado com um assado com todos os acompanhamentos possíveis!

 

 

  • Duck & Waffle – Heron Tower

Esse vale a pena pelos dois pratos mais pedidos da casa! O primeiro leva o nome do restaurant: Duck and Waffle! É servido um pato confit com ovos, mostarda e mel, por cima de um waffle super macio. O segundo prato é uma rabanada da casa com maçã assada, calda de caramelo quentinha e sorvete de canela – deliciosa!

O restaurante tem uma vista privilegiada, fica no último andar da Heron Tower em The City. Não deixem de ir!

 

 

  • Riding House Café – Fitzrovia

O Riding House é uma all-day brasserie (daquelas que não fecham entre os horário das refeições) e servem tanto o brunch como o tradicional café da manhã ingles (English breakfast)

Tem varias opções de ovos pochê, mil recheios de panquecas e vários sabores de chá. Eles servem também no estilo bar, com pequenos pratos (estilo tapas) para dividir. O preço é otimo e o lugar é super bem decorado.

 

 

  • Granger & Co. – Notting Hill

Apesar da fila nos fins de semana, o Granger vale a espera. O restaurante é de um chef australiano (Bill Granger) e é um dos lugares mais legais que fui dessa vez. Servem as melhores panquecas e os ovos mexidos são perfeitos, leves e saborosos.

Inclusive já foi eleitos um dos melhores ovos mexidos de Londres. As panquecas doces também fazem muito sucesso. Soma-se a isso tudo o fato do restaurant ficar num dos bairros mais charmosos do mundo! E depois de um belo café, que tal dar uma volta por Portobello road? Fica bem pertinho e vale como programa do dia!

 

 

  • The Wolseley – Mayfair

Outra boa sugestão é o brunch do The Wolseley. Só a decoracão já valeria a visita, mas a comida é tão boa quanto. A decoração nos lembra aqueles cafés de Paris, com janelas enormes e muita luz natural.

O brunch serve os famosos ovos pochê (com vários recheios), batatas, doces, brioches, chás e um delicioso chocolate quente. Por ser um lugar badalado, sugiro que façam reserva antes – a fila é longa.

 

 

  • The  Lanesborough – Knightsbridge

Esse superou todas as expectativas! Fica no salão de chá do The Lanesborough Hotel – um lugar lindo, super aconchegante, com atendimento impecável. Servem os scones mais fofinhos da cidade e tem uma pâtisserie de fazer inveja: docinhos, tortas, brioches, sanduíches saborosos, geléias artesanais e chás bem diferentes.

Não é a toa que foi o vencedor do The Tea Council Award of Excellence!

 

 

Gostaram das dicas? Deixem outras sugestões!

 

 

0 comment

Beaver Creek

BeaverWestin

 

Não há motivos para não conhecer Beaver Creek. Além do mais, a estação é linda, sofisticada e charmosa.

Pertinho de Vail, Beaver fica a 41km do aeroporto de Eagle (EGE), e cerca de 2h30 de distância de Denver (DEN). Dá para pegar um transfer ou alugar carro por ali mesmo.

Essa estação fica no meio do caminho entre Denver e Aspen, na famosa rodovia I-70.
Nós alugamos uma casa, mas a cidade oferece uma enorme variedade de hotéis, assim como bons restaurantes, pubs animados, cafés super charmosos, lojinhas acolhedoras e boates agitadas.

 

beavercreek

 

Beaver conta com 25 lifts que servem a 150 pistas para todos os níveis: 30 fáceis, 63 intermediárias e 57 difíceis.

A infra-estrutura não perde em nada para a estação mais próxima – Vail.

 

park-hyatt-beaver-creek-resort-spa-avon-colorado

 

São 3 vilarejos: Beaver Creek Village (onde ficamos), Bachelor Gulch e Arrowhead Village.

O vilarejo principal é Beaver Creek Village, onde ficam as lojas mais legais, restaurantes, cafés e galerias de arte mais badaladas da região. Mesmo no frio de – 8°C é uma delícia passear por ali, onde quase tudo é conectado por escadas rolantes e passarelas aquecidas.

 

Kids having fun at Beaver Creek

 

Outra dica legal é provar os cookies e o chocolate quente de um dos cafés do vilarejo. Imperdíveis!

Aliás, experimentar cookies faz parte da tradição local. É comum ver alguns chef’s oferecendo cookies em bandejas para os visitantes que passeiam por ali.

 

CO_BCchef

 

Quem quiser luxo e conforto para o après ski, a sugestão é se hospedar no The Osprey, eleito o melhor resort de inverno dos Estados Unidos pela Travel + Leisure.

 

VailResorts_BVC6911_Jack_Affleck_HighRes

 

Como nas outras estações mais badaladas, há ônibus que circulam gratuitamente dentro e fora de Beaver Creek, fazendo o percurso entre elas.

Sempre sugiro alugar um carro se você quiser mais liberdade para sair das estações, já que existem alguns Outlets na rodovia que valem à pena a parada.

 

Park Hyatt Beaver Creek

Dicas úteis:

  • Chegue cedo às pistas: normalmente as estações fecham às 17h e o tempo voa quando estamos lá em cima;
  • Confira suas fixações (regulagens e estado) antes de subir;
  • Não pare NUNCA no meio da pista;
  • Olhe para cima (é de lá que vem o perigo…) – se precisar parar porque se machucou, ou para socorrer alguém, finque os esquis (cruzados) ou o snowboard (de pé) na neve para sinalizar;
  • Mais cuidado no início do dia (gelo nas pistas + corpo frio) e no fim do dia (neve pesada + corpo cansado);
  • Muito cuidado nas áreas crowd: entrada de restaurantes e skilifts;
  • Nunca esqueça: na montanha, quem está mais abaixo tem SEMPRE a preferência;
  • Não faça “fora-de-pista” sozinho (nem uma “bandinha”), nem mesmo se conhecer o terreno em que vai descer (as pedras não têm coração);
  • Seja gentil com os haoles. Você já foi assim um dia, rs.

 

 

Fontes: Viajando a Dois, Point da Neve.

1 Comment

Le Soufflé – Paris

Souffle house (1 de 1)

 

Sabem aqueles restaurantes pequenos, super concorridos e com fila na porta?

Então, o famoso Le Soufflé é a assim. Em 2014 ganhou 4 prêmios de gastronomia e promete não parar por aí. Em 2015 mais dois sabores entram no cardápio. Mas ainda é surpresa!

Se vale a pena? Muito! Principalmente se você é fã desse prato delicioso. O menu com 13 sabores salgados e 14 doces, torna difícil nossa escolha, mas conseguimos experimentar 5 deles. Todos maravilhosos.

A dica é pedir o de queijo (tradicionalíssimo, leve e saboroso), depois escolher mais um salgado diferente e finalizar com o de chocolate.

Existem outros pratos no cardápio, inclusive a sopa de cebola típica francesa. Mas resistimos e ficamos só no suflê mesmo.

 

Souffle (3 de 6)

 

Souffle (5 de 6)

 

Souffle1 (2 de 6)

 

Para evitar frustrações, sugiro fazer reserva com antecedência ou chegar bem cedo. Apesar disso, vale muito a pena experimentar!

Le Soufflé

36 rue Mont Thabor
75001 Paris

Tel: 01 42 60 27 19

Email: restaurant.lesouffle@gmail.com

1 Comment

Vail – Onde comer?

arrabelle-at-vail-square

Quem disse que os restaurantes em Vail são todos caríssimos?

Esse post vai mostrar que é possível comer bem, sem pagar uma fortuna por isso!

Uma das melhores opções é a Blue Moose. Uma pizzaria deliciosa com vários sabores de pizza no cardápio.
A Blue Moose fica em Lionshead em frente a pista de patinação. O destaque são a Spring pizza (com alcachofra) e a Autumn pizza (com queijo de cabra e azeite trufado).

 

bluemoose

 

O Tavern on the Square é um restaurante lindo e considerado um dos melhores After Ski de Vail. Almoçar ou jantar por lá vale a pena não só pela gastronomia, mas também pelo espaço sempre animado e com boa música.

 

tavern

 

O Los Amigos fica em Vail Village e é um restaurante mexicano dos mais animados da montanha. Muita gente se reúne por ali para o After ski ou mais tarde, para um jantar mais descontraído.

 

los amigos

 

A Vendetta’s é outra pizzaria super bacana, mais chique que a primeira citada, mas ainda assim com preço super justo.

O lugar é grande e ideal para jantar depois de um dia nas pistas de ski.

 

vendettas

 

Para quem gosta de café ou chocolate, vale apena apostar no Yeti’s Grind! Um café pequeno e acolhedor, com uma variedade grande de sabores de cafés, chás e chocolates. Fica em Vail Village.
yetis2

 

Se você procura um After Ski de frente para a montanha, aposte no ChopHouse.
Um restaurante super badalado, com uma varanda grande de frente para a descida da pista de Lionshead.

A dica é pedir Ostras e Champagne.

 

champagne

 

E vocês? Alguma dica de restaurante legal em Vail?

 

0 comment