Lua de Mel

St. Marteen

A ilha de St. Marteen tem 96 km. Ou duas vezes a Barra da Tijuca.

Pequena? Parece, se você pensar que o espaço foi dividido entre holandeses e franceses, em 1648. Os holandeses ficaram com Saint Marteen (43% do território) e os franceses ganharam Saint Martin (os demais 57%).

Mas quando sabemos que a ilha acolhe três línguas, três moedas, imigrantes de 104 nacionalidades, cassinos, joalherias, restaurantes dos mais diversos tipos e 37 praias ao melhor estilo caribenho, não podemos, jamais, considerá-la pequena. Inclua também, umas das compras mais baratas do planeta. Vista assim, St. Maarten é imensa. Mas pode acreditar: cabe muito bem no seu orçamento!

 

stmaeerten

 

A animação fica na Praia de Maho, na parte holandesa. É onde brilham as luzes do Casino Royale — sim, como o do filme. Funciona desde 1950 e foi o responsável pela abertura de diversos barzinhos por ali. O único aeroporto da ilha e a maior parte da rede hoteleira ficam em Philipsburg.

A língua oficial é o holandês, mas o inglês é de uso corrente. Junto com esses dois idiomas, eles adicionaram o português, espanhol e palavras africanas. Resultado: o papiamento das ilhas de colonização holandesa, assim como em Aruba. Além do papiamento, também utilizam uma moeda rara: o florim das Antilhas Holandesas. Mas não se preocupe, o dólar americano é aceito sem restrições.

 

st maarten samanna

 

Imagine um calçadão ao estilo de Copacabana! Philipsburg tem um, de 2 quilômetros: Great Bay.

Muita gente bonita caminha de lá para cá. Assim como em Copa, mas com biquínis mais recatados! Em Orient Bay, circulam os inimigos número 1 dos fabricantes de maiô: os nudistas. É uma das praias mais famosas de naturismo do Caribe.

Se vocês curtem natureza, então o lugar é Cupecoy. As falésias avermelhadas são inspiradoras. Conforme o sol vai caindo sobre elas, o vermelho ganha outros tons.

 

st maarten9

 

A culinária é especial, a ilha já ganhou o título de Capital Gastronômica do Caribe! E merece, a culinária é mesmo de uma riqueza ímpar. De cozinha tailandesa aos bistrôs franceses, há de tudo. Sem esquecer os sabores locais, como a guavaberry — uma fruta vermelha doce muito parecida com a cereja.

A fração francesa é menos animada. Mas para compensar, conta com praias que lembram trechos da Côte D’Azur. Marigot Beach tem o único shopping center da ilha. Até vale a visita, mas os preços são menos atraentes – ali tudo é pago em euro. Bom mesmo é caminhar pela orla e apreciar o porto.

 

st maarten11

 

O que você deve saber:

• Três moedas? Isso mesmo. Na parte francesa, o euro. Na outra, o florim. E também o dólar, sem problemas.

• Em Maho, quem preferir fugir da música caribenha, procure o Soprano’s. A música é internacional: jazz e pop.

• Alugar um carro pode ser uma boa. Mas cuidado, na alta temporada o congestionamento é enorme. As ruas são estreitas e é complicado estacionar.

• Um passeio para todas as idades: o Forte Amsterdam. A fortaleza do século 17 está em ruínas, mas nos brinda com uma vista espetacular.

• Programa tentador: dar a volta na ilha a bordo de um grande veleiro catamarã e descobrir lindas ilhas desertas. Procurem a Eagle Tours.

Como chegar: As companhias aéreas americanas com melhores conexões são: American Airlines e Delta Airlines. Também é possível chegar através das irmãs Aruba e Curaçao.

 

Visite: 

– 12 Meter Regatta, Porto de Philipsburg

– Eagle Tours, Jurancho Yrausquin Bojulevard (Bobby’s Marina), Philipburg

– Guavaberry Emporium, Frontstreet 8-10, Philipsburg

 

Onde comer:

– L’Escargot, 96 Front Steet, Philipsburg

– Le Chanteclair, Marina Royale, Marigot

– Le Marrakech, (Marroquino), Marigot

– Baskin Robbins, (Sorveteria), Simpson Bay

– Mooi Restaurant, (Fusion Food), Puerta del Sol Plaza, Simpson Bay

– Le Lagon Creole-Creperie, (Francesa/ Caribenha), Colebay

– Le Tastevin, Grand-Case

– Le Pressoir, Grand-Case

 

Noite:

– Bliss, Bacon Hill Road 2

– Tantra, Rhine Road

– ESPN Sport Bar, Simpson Bay

 

Onde ficar:

Radisson Blu Hotel – melhor localização;

Sonesta Maho Beach, o famoso hotel próximo ao aeroporto de Philipsburg, não perca o pouso dos aviões bem próximos a praia;

Westin Dawn Beach, hotel com apartamentos com cozinhas totalmente equipadas;

The Cliff, fica na famosa praia de Cupecoy;

La Samanna, o hotel mais chique da ilha;

Esmeralda Resort,  hotel pequeno e muito charmoso

 

Anote:

Aeroporto: Aeroporto Internacional Princess Juliana (SXM)

Capital: Philipsburg (lado Holândes), Marigot (lado Francês)

Moeda: Florim holandês (US$ 1 equivale a Naf 1,82, mas o dólar é bem aceito). No lado francês, o euro é a moeda local

Idioma: Holandês, mas o inglês é sempre falado

Visto: Sim, visto americano devido à conexão nos Estados Unidos

Vacina: Febre amarela

Código de telefone: 599

Melhor época para viajar: O ano todo, temperatura média de 29 a 22° C

 

0 comment

África: luxo selvagem!

safari_tanzania

 

Nós sabemos que depois do casamento, tudo que queremos é descansar e aproveitar muito a Lua de Mel.

Os roteiros mais pedidos normalmente incluem uma praia linda e reservada, um hotel luxuoso e aquele cenário de tirar o fôlego.

Existem casais que adoram tudo isso, mas querem mais. Conhecer uma cultura nova, fazer um passeio numa atmosfera completamente diferente ou um jantar a dois – com a sensação de que só existem eles e o horizonte interminável!

Nos roteiros pela África há sempre uma agradável surpresa esperando os casais, além de um acampamento de luxo.

Locais isolados, reservas naturais de tirar o fôlego e uma imensa variedade de ambientes românticos: exclusivas cabanas de palha (sim, muito luxuosas!), tendas espaçosas, uma decoração linda, piscinas iluminadas apenas por velas e serviços exclusivos.

As viagens para lodges de luxo remetem ao romantismo criando uma aura de magia e memórias que duram uma vida toda!

Bem, se ao ler essa breve descrição você já se encantou, continue lendo nossas dicas de onde se hospedar e transformar sua lua de mel numa viagem inesquecível!

 

Mnemba3

Delicie-se com um passeio na praia com os pés descalços em uma ilha particular no Mnemba Island Lodge, em Zanzibar.

 

 

Sossusvlei

Descansar no deserto sob um céu perfeito! Sossusvlei Desert Lodge, na Namíbia.

 

 

ngala2

Explorar a mata africana, fazer a trilha do Big Five e depois voltar para o conforto do seu lodge!

Ngala Tented Camp, uma reserva particular no Kruger Park.

 

 

delta

Desfrutar da água, da vida selvagem e relaxar no Xaranna Okavango Delta Camp em Delta do Okavango.

 

 

masai

Descobrir as delícias naturais do Masai Mara, Kichwa Tembo.

 

 

ngorongoro

Experimente o romance do deserto no luxuoso Ngorongoro Crater Lodge, na Tanzania.

 

O que acharam? Seria melhor rever seu conceito sobre viagens exóticas! :)

 

 

Fonte: Viajando a Dois, Best Dest.

3 Comments

Turtle Island – Ilhas Fiji

turtle aerea

 

Já imaginou uma ilha “all inclusive”? Com acomodação para apenas 14 casais de cada vez?

Uma lagoa azul é o cenário dessa ilha paradísica chamada Turtle Island.

Ventos suaves, cheiro de flores tropicais, águas quentes e azuis… São 14 praias particulares que convidam os casais a desfrutar de um dos cenários mais perfeitos do planeta.

A ilha é completa e assim que chegamos somos recebidos por nossa “Mama Bure”, que nos ajuda com tudo que precisamos. Das refeições às atividades durante o dia, tudo na ilha é para nosso uso exclusivo. Ela fica a diposição para se certificar do que precisamos e desejamos durante a nossa estadia.

 

refeição turtle1

 

A culinária é à base de frutos do mar frescos das águas locais, frutas e vegetais cultivados na ilha… tudo delicioso!

A experiência cultural começa no momento em que conhecemos os gentis e simpáticos anfitriões locais. E a partir disso é uma surpresa maior do que a outra; eles fazem de tudo para agradar!

 

rooms turtle

 

As 14 vilas dessa ilha em Fiji são separadas por praias privadas, que acomodam apenas 28 pessoas ao mesmo tempo. Cada uma das 14 casas (chamados de “bures”) se estende ao longo da famosa “Lagoa Azul” e são separadas umas das outras por praias de areia branca e coqueiros. Ou seja, você vai ter o seu próprio pedaço de paraíso!

Turtle Island Fiji é aquilo que sempre sonhamos para a lua de mel perfeita, aniversários de casamentos ou renovações de votos.

O hotel já foi premiado por seu compromisso com o turismo sustentável, o que torna essa energia da ilha ainda mais interessante. E também é constantemente classificado como um dos melhores e principais destinos de lua de mel do mundo!

 

beach turtle2

 

Mas a gente só entende isso quando chega lá. Quando se depara com a essência do romance o tempo todo à nossa frente… Seja no piquenique compartilhando uma taça de champanhe com a pessoa que você ama, no jantar à luz de velas num platô sobre as águas ou na troca de votos de uma cerimônia de casamento!

 

dinner turtle

 

Só posso dizer que conhecer Turtle Island transformará o seu sonho de lua de mel perfeita em realidade!

 

0 comment

Curaçao

Curaçao é um pedaço de céu em terras caribenhas.

São 60 pontos de mergulho, 38 praias e um centro de 300 casas que é patrimônio da humanidade. Impossível não se apaixonar!

E é por isso que muitos casais escolhem a ilha como seu destino de lua de mel: as maravilhas naturais desse pequeno paraíso na terra, com seu mar azul-turquesa, areia branca e sol quase todos os dias do ano fazem com que a ilha vá além das expectativas.

O lugar é tão colorido que até o famoso licor criado lá, o Curaçao Blue, nem sempre é azul. Também pode ser verde, amarelo, vermelho e até branco, mas sempre com gosto de laranja.

 

As praias tem águas claras e mesmo de snorkel é possível ficar frente a frente com cardumes de peixes coloridos, arraias e tartarugas-marinhas. Pra quem gosta, vale a pena encarar os cilindros para fazer um passeio nas profundezas do oceano.

A visibilidade submarina em Curaçao é de cerca de 30 metros, e permite ver com nitidez mais de 50 espécies de corais e 500 de peixes.

Há também atrações como uma barreira submarina artificial, construída com carros antigos afundados com o propósito de formar uma espécie de barreira de arrecifes.

A melhor maneira de conhecer Curaçao é alugando um carro, mesmo que seja por um dia. Você terá liberdade para explorar a ilha e descobrir as belas praias que lhe esperam.

A não ser que você vá passar uma temporada longa em Curaçao, não terá tempo de visitar todas as praias da ilha. Mas não se preocupe, as distâncias são curtas, então, basta perguntar diretamente pelos destinos que você não pode perder: Jan Thiel Beach, Kenepa, Kontiki Beach e Port Marie. São todas praias públicas e que valem a visita.

Se quiser mais exclusividade e mordomia, há praias particulares que funcionam como parques. A mais visitada é a Seaquarium Beach, onde a atração principal é nadar com golfinhos.

Inclua Cas Abou em seu roteiro também. Para quem gosta de conhecer os habitantes locais, um bom lugar (também pago) é a Praia da Baía Azul, a oeste da capital. Bares, restaurantes e um parque infantil, além de um centro esportivo com passeios de caiaque no mar, são algumas das atrações.

Cerca de 300 sobrados coloridos, de estilo colonial holandês, dão o tom da capital de Curaçao, Willemstad.

A cidade, cujo centro histórico foi tombado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade desde 1997, é dividida em duas partes, Punda e Otrabanda, separadas pela baía de Santa Anna.

O agito fica por conta da vida noturna, e um dos locais mais animados é o Barbarossa, restaurante a bordo do Negrita, barco ancorado no píer da cidade.

Quem preferir jantar com música ao vivo pode se dirigir para o Chogogo Terrace e apreciar a famosa Amstel Bright – cerveja feita com água do mar dessalinizada. E para os apostadores, os cassinos também são uma ótima opção de divertimento na noite da capital.

Se a ideia for badalar à beira-mar, as discotecas da costa oeste fervem. Em Mambo Beach, turistas e locais dançam com o pé na areia até o sol raiar. Aproveite para pedir algum drinque à base do Curaçao Blue.

Caso você prefira outro tipo de culinária, alguns hotéis oferecem opções rápidas e mais econômicas. É o caso dos hotéis Trupial Inn, Floris e Lions Dive.

DICAS

Como chegar

As melhores opções de voo são com a Avianca, via Bogotá e a Copa, via Panamá.

Aeroporto: Aeroporto Internacional de Curaçao (CUR)

Capital: Willemstad.

Moeda: Florins das Antilhas Holandesas (US$ 1 equivale a 1,79 florins das antilhas).

Idioma: Papiamento e holandês, mas o inglês e o espanhol também são falados.

Visto: Não é necessário para os brasileiros.

Vacinas: Febre Amarela. Não é obrigatória, mas recomendada.

Código de telefone: 599

Eletricidade: 110V

Fuso horário: 01 hora a menos que Brasília.

Melhor época para viajar: O ano todo, temperatura média de 28°C, e com a vantagem de estar fora da rota dos furacões.

Informações turísticas: http://www.curacao.com/pt

 

NÃO DEIXE DE VISITAR

The Rif Fort

Construído em 1828, este forte atualmente se transformou em um centro de compras com lojas, restaurantes, bares, sorveteria, café e um terraço com vista ao porto.

Sea Aquarium

Passeio ideal para crianças oferece uma experiência única de convivência com espécies marinhas em seu habitat natural. (5999) 461 6666

Licor Curaçao

Que tal visitar a Mansion Chobolobo, onde está situada a fábrica do famoso Licor Curaçao? Lá tem uma loja que vende além do licor, é claro, souvenirs.

 

GASTRONOMIA

Bistro le Clochard

Variedade de pratos, além de uma série de ingredientes típicos do Caribe. Riffort Otrabanda (5999) 462 5666 bistroleclochard.com

Scampis Eet Café

Fica nos Arcos Históricos do Porto de Punda. Os pratos são à base de frutos do Mar. Uma sugestão é a lagosta caribenha, uma delícia. Waterford Boog, 7 – Punda (5999) 465-0769

The Wine Cellar

Especializado na gastronomia francesa. Concordiastraat, Willemstad. (5999) 461-2178

Mangos

Cardápio variado que vai desde peixes e frutos do mar a american food. De Savaan 10A, Willemstad (5999) 869-2450

Fusions Restaurant and Bar

Tem cardápio variado com mais de 150 pratos que mistura a culinária local e a internacional. Salina Galleries, Salina, Willemstad (5999) 465-8821

Emerald Lounge Sea Food Beat

Aperitivos à base de frutos do mar, como bolo de caranguejo e atum fresco. Piscadera Bay, Willemstad (5999) 736-8800

 

NOITE

Curaçao é conhecida pela animada vida noturna. Não deixe de pedir no seu hotel o guia de entretenimento. K-Pasa (http://www.k-pasa.com)

Mambo Beach

Seaquarium Bapor Kidra, s/n (5999) 461-8999 http://www.mambocuracao.com

Hemingway

Bapor Kibra z/n (5999) 465-7040 http://www.hemingwaybeach.com

Bermuda

Scharlooweg, 72-76, em Punda (atrás do The Movies), Willemstad (5999) 461-4685 http://www.bermudacuracao.com

Cassinos

Curaçao oferece diversos cassinos a seus visitantes, a maioria nos principais hotéis da ilha.

 

COMPRAS

Curaçao é um ótimo destino para compras, principalmente por ser uma região Dutty Free. Em Punda estão as principais lojas de marcas famosas, de perfumes, souvenirs e eletrônicos. Em Otrobanda, Breedestraat é uma das ruas principais onde estão as lojas mais conhecidas.

Nos arredores de Willemstad existem elegantes centros de compras como Bloempot, Saliña Galerias, Córrego, Zuikertuin Mall e Winkelcentrum 77, em Jan Noorduynweg.

O comércio local tem horário diferenciado, alguns fecham por volta das 18 horas e outros na hora do almoço. Se for deixar pra fazer aquela comprinha depois, é melhor se certificar!

 

Fonte: Viajando a Dois; Drift Tur; Adv.

1 Comment

Polinésia Francesa – O Tahiti e suas ilhas.

O mar é incomparável, super transparente, com anéis de corais e águas mansas, uma cordilheira de origem vulcânica submersa, da qual só se vêem os picos, o que nos brinda com vários tons de azul e verde.

É um aquário a céu aberto com uma infinidade de plantas e peixes. A paisagem é composta por montanhas, coqueiros verdes, praias de areias brancas, vegetação exuberante e várias espécies de flores.

O clima é privilegiado. Os luxuosos resorts polinésios com bangalôs sobre a água, imensas piscinas, luaus e piqueniques à beira mar fazem desse lugar o sonho de consumo de milhares de pessoas.

Os nativos, sempre atenciosos, estampam um sorriso no rosto e coroas de flores na cabeça. É praticamente o paraíso na Terra!

Casar no Tahiti é sinônimo de uma cerimônia especial com direito a preparação com roupas típicas, ritual para afastar os maus espíritos e para a purificação da união. É realmente deslumbrante. E os casais apaixonados ainda contam com a garantia de ter muita música, dança, bebida, um jantar especial e o mais importante: uma lembrança para a vida toda.

A Polinésia Francesa é formada por 118 ilhas agrupadas em 5 arquipélagos: Sociedade, onde estão as ilhas mais conhecidas; Tuamotu, ilhas de coral em forma de anel; Marquesas, ilhas bem afastadas – ideais para ecoturismo; Austrais, clima mais fresco e poucos turistas; e Gambier, isolada do turismo convencional pela dificuldade de acesso.

Tahiti

É a ilha mais importante da Polinésia Francesa, onde fica a capital Papeete e o único aeroporto internacional.

Embora tenha ótimas praias para o surf, não são de boa qualidade. Tahiti é também a ilha com maior atividade noturna e lugares de interesse cultural.

A península de Tahiti Iti, no lado oposto de Papeete, com montanhas, cascatas e selvas é ideal para o ecoturismo ou para os que querem um contato com o povo local. Mas é bom ficar atento, pois no local não há hotéis de turismo, apenas pousadas locais.

Bora Bora é sem dúvida a mais famosa dentre as ilhas da polinésia.

O maior atrativo é o colorido das águas, que brilham com tons inimagináveis de azuis, verdes e violeta. É também a ilha favorita dos casais em lua de mel ou aniversários de bodas.

Bora Bora tem as mais lindas praias de areia coralina, banhadas por uma mar espetacular. Estas praias estão em pequenas ilhas de recife, chamados de “motu” e na ilha central, no setor de Matira.

Moorea

Moorea é a ilha com melhor acesso desde Papeete. Apenas 18 Km de mar as separam.

Paisagens incríveis, vegetação espetacular, Moorea é perfeita para o ecoturismo, lua de mel, e para aqueles que buscam atividades completas.

Como não é necessário fazer deslocamento aéreo para acessar outras ilhas é a melhor opção para quem busca preços mais econômicos. Moorea é caracterizada por uma natureza exuberante, lindas montanhas e vales escarpados.

Na costa norte, duas baías profundas – Cook e Opunohu – penetram como fiordes no maciço montanhoso. E é justamente nesta costa que se localizam os hotéis e lugares turísticos. Moorea é talvez a ilha com maior riqueza cultural: artesanato, tatuagens, espetáculos folclóricos e galerias de arte.

Embora Bora Bora a supere pela exuberância do mar, a maioria dos visitantes concorda que as montanhas de Moorea ainda são as mais belas.

Huahine

Ilha cujas águas vão de encontro ao mar colorido da vizinha Bora Bora. Todas as praias são de areia branca e água turquesa.

A praia de Avea está entre as mais lindas da Oceania.

O ambiente é especial e o pouco acesso dos turistas tornam a ilha ideal para férias sossegadas. Huahine também se destaca como a ilha com a maior quantidade de sítios arqueológicos.

Além de ótimas ondas para os surfistas avisados, o locar também exibe fantásticas condições para snorkeling.

Taha´a

Poucos turistas se interessam por esta ilha que mais lembra a Polinésia de tempos passados.

É a ilha com menos urbanização do arquipélago da Sociedade. As aldeias são pequenas, o tráfego escasso, as lanchas e piraguas são o meio de transporte usual. Quase não tem praias e a vegetação cresce até a costa.

Taha´a é indicado para aqueles que buscam um lugar remoto e exclusivo, mas de fácil acesso. Atraem também iatistas que encontram águas protegidas para fundear.

Rangiroa

É o maior atol das ilhas Tuamotu. Inclui 240 ilhotas que se sucedem uma atrás da outra até perderem-se na bruma azulada.

O mar de cor azul turquesa é seu grande atrativo. É também o local mais famoso de mergulho de toda a Polinésia. Em muitos desses mergulhos, podem-se avistar tubarões, golfinhos, napoleões, tartarugas, arraias, barracudas e etc.

O snorkeling é espetacular, seja flutuando nas águas interiores ou à deriva, impulsionado pela corrente do mar.

Rangiroa é a ilha Tuamotu mais desenvolvida e de mais fácil acesso. Oferece grande variedade de atividades aquáticas e excursões.

Manihi

Poucos turistas visitam Manihi, mas os que visitaram consideram os momentos que passaram ali um dos mais memoráveis de toda a viagem. Em Manihi nasceu o cultivo da famosa pérola negra, que é um indicativo da pureza das águas.

Manihi é um atol ovalado com várias ilhotas, das quais só uma é habitada. Não tem caminhos, nem montanhas ou rios. Tudo gira em torno do mar e assim como Rangiroa, o mergulho é excelente!!

Dicas Úteis

Localização: Oceano Pacífico, a 7.940 km da cidade de Valparaíso no Chile.

Geografia: 118 ilhas e ilhotas agrupadas en 5 arquipélagos: A Sociedad, Tuamotu, Gambier, Marquesas e Australes.

Clima: Dezembro-Março registra níveis ligeiramente superiores de calor (média 27º C). Junho- Setembro é temporada mais fresca (média 25º C).

População: 220.000 habitantes, dos quais mais da metade vive na ilha de Tahiti. O padrão de vida é alto (salário mínimo de USD 1.520), o que evita os níveis de pobreza que se observam em outras ilhas tropicais.

Idiomas: Oficiais são o francês e o maohi (tahitiano). Na indústria turística se fala inglês e algo de espanhol e japonês.

Moeda: Franco francês do Pacífico XPF (abreviado FCFP ou CFPF).

Gorjetas: Não faz parte dos costumes tahitianos!!

Eletricidade: Corrente de 110 ou 220 volts, dependendo da ilha ou lugar de alojamento. Os hotéis possuem adaptadores.

Telefonia: O custo da chamada à América do Sul é de aproximadamente USD 7,50 via operadora.

Como chegar: Dois vôos semanais da LAN a partir de Santiago (quartas e domingos, voltando segundas e quintas). O vôo com escala na Ilha de Pascoa, demora entre 11-12 horas na ida e 9-10 no retorno. Papeete é o ponto de conexão com vôos para Japão, Austrália e Nova Zelândia.

Requisitos para ingresso: Brasileiros não necessitam de vistos para estadias até 3 meses.

Licença de motorista: São válidas as do país de origem desde que tenham pelo menos 1 ano desde a emissão. Idade mínima: 21 anos.

Impostos: Nossos pacotes turísticos incluem os impostos, exceto uma taxa de turismo cobrada por alguns municípios EME deve ser paga localmente. Estas taxas são as seguintes: Em Papeete, Faaa, Punaauia, Arue, Bora Bora, Huahine, Moorea, Raiatea, Tahaa, Tikehau e Rangiroa: 150 CFP por pessoa, por dia, nos hotéis classificados e equivalentes.  Atenção: os menores de 12 anos viajando com os pais estão isentos de taxa de estadia. Impostos sobre cruzeiros: 500 CFP por pessoa, por dia.

Gastronomia: O prato típico é atum fresco marinado no leite de coco. Na festa tradicional Tamaara´a, é servido um banquete de carnes e verduras cozidas em um forno enterrado na areia. Peixes típicos da região são o mahi mahi, peixe papagaio, atum, bonito e peixe espada. É muito comum encontrar uma parrilhada de peixes em uma ilhota desabitada.

Conselho prático:  Não esqueça o protetor solar.

Se fuma, leve os cigarros que necessita para toda sua estadia. No Tahiti o tabaco é muito caro.

Leve um par de sandálias de borracha para andar na praia, mesmo se estiver indo apenas dar um mergulho – os corais podem machucar. Em caso de corte, desinfete com suco de limão e procure um médico no hotel.

Documentos Necessários: Passaporte válido com mínimo de 6 meses. Não é necessário visto para a Polinésia Francesa.

Fuso Horário em relação ao Brasil: 7 horas a menos que o Brasil.

Horário Comercial: As lojas funcionam de 07:30 as 17:00 h de segunda a sexta e de 07:30 as 11:00 h aos sábados.

Bagagem: Nos trechos aéreos é permitido o transporte de 1 volume com no máximo 20 kg, mais 5 kg de bagagem de mão.

Hotéis: Normalmente o horário de Check-In é às 15 horas e Check-Out às 10 horas.

Roupa: O vestuário na polinésia é bastante informal.

Vida Noturna: A vida noturna é mais intensa em Papeete com várias opções de bares e restaurantes. Nas outras ilhas as opções são pequenas, sendo os bares e restaurantes dos hotéis os mais freqüentados. Há sempre nas ilhas um grupo local que a noite faz show típico nos hotéis.

Fonte: Drift Tur; Viajando a Dois; Expedition.

86 Comments