07/01/2016

BeaverWestin

 

Não há motivos para não conhecer Beaver Creek. Além do mais, a estação é linda, sofisticada e charmosa.

Pertinho de Vail, Beaver fica a 41km do aeroporto de Eagle (EGE), e cerca de 2h30 de distância de Denver (DEN). Dá para pegar um transfer ou alugar carro por ali mesmo.

Essa estação fica no meio do caminho entre Denver e Aspen, na famosa rodovia I-70.
Nós alugamos uma casa, mas a cidade oferece uma enorme variedade de hotéis, assim como bons restaurantes, pubs animados, cafés super charmosos, lojinhas acolhedoras e boates agitadas.

 

beavercreek

 

Beaver conta com 25 lifts que servem a 150 pistas para todos os níveis: 30 fáceis, 63 intermediárias e 57 difíceis.

A infra-estrutura não perde em nada para a estação mais próxima – Vail.

 

park-hyatt-beaver-creek-resort-spa-avon-colorado

 

São 3 vilarejos: Beaver Creek Village (onde ficamos), Bachelor Gulch e Arrowhead Village.

O vilarejo principal é Beaver Creek Village, onde ficam as lojas mais legais, restaurantes, cafés e galerias de arte mais badaladas da região. Mesmo no frio de – 8°C é uma delícia passear por ali, onde quase tudo é conectado por escadas rolantes e passarelas aquecidas.

 

Kids having fun at Beaver Creek

 

Outra dica legal é provar os cookies e o chocolate quente de um dos cafés do vilarejo. Imperdíveis!

Aliás, experimentar cookies faz parte da tradição local. É comum ver alguns chef’s oferecendo cookies em bandejas para os visitantes que passeiam por ali.

 

CO_BCchef

 

Quem quiser luxo e conforto para o après ski, a sugestão é se hospedar no The Osprey, eleito o melhor resort de inverno dos Estados Unidos pela Travel + Leisure.

 

VailResorts_BVC6911_Jack_Affleck_HighRes

 

Como nas outras estações mais badaladas, há ônibus que circulam gratuitamente dentro e fora de Beaver Creek, fazendo o percurso entre elas.

Sempre sugiro alugar um carro se você quiser mais liberdade para sair das estações, já que existem alguns Outlets na rodovia que valem à pena a parada.

 

Park Hyatt Beaver Creek

Dicas úteis:

  • Chegue cedo às pistas: normalmente as estações fecham às 17h e o tempo voa quando estamos lá em cima;
  • Confira suas fixações (regulagens e estado) antes de subir;
  • Não pare NUNCA no meio da pista;
  • Olhe para cima (é de lá que vem o perigo…) – se precisar parar porque se machucou, ou para socorrer alguém, finque os esquis (cruzados) ou o snowboard (de pé) na neve para sinalizar;
  • Mais cuidado no início do dia (gelo nas pistas + corpo frio) e no fim do dia (neve pesada + corpo cansado);
  • Muito cuidado nas áreas crowd: entrada de restaurantes e skilifts;
  • Nunca esqueça: na montanha, quem está mais abaixo tem SEMPRE a preferência;
  • Não faça “fora-de-pista” sozinho (nem uma “bandinha”), nem mesmo se conhecer o terreno em que vai descer (as pedras não têm coração);
  • Seja gentil com os haoles. Você já foi assim um dia, rs.

 

 

Fontes: Viajando a Dois, Point da Neve.


Página 1 de 11
     

deiamonteiro


Andréa Monteiro

Carioca, empresária e apaixonada por viagens.




Parceiros

Novidades por Email

Entre com seu e-mail para ficar por dentro das novidades


Instagram Slider

Instagram Slider
Nothing to search for