09/08/2014

arrabelle-at-vail-square

Quem disse que os restaurantes em Vail são todos caríssimos?

Esse post vai mostrar que é possível comer bem, sem pagar uma fortuna por isso!

Uma das melhores opções é a Blue Moose. Uma pizzaria deliciosa com vários sabores de pizza no cardápio.
A Blue Moose fica em Lionshead em frente a pista de patinação. O destaque são a Spring pizza (com alcachofra) e a Autumn pizza (com queijo de cabra e azeite trufado).

 

bluemoose

 

O Tavern on the Square é um restaurante lindo e considerado um dos melhores After Ski de Vail. Almoçar ou jantar por lá vale a pena não só pela gastronomia, mas também pelo espaço sempre animado e com boa música.

 

tavern

 

O Los Amigos fica em Vail Village e é um restaurante mexicano dos mais animados da montanha. Muita gente se reúne por ali para o After ski ou mais tarde, para um jantar mais descontraído.

 

los amigos

 

A Vendetta’s é outra pizzaria super bacana, mais chique que a primeira citada, mas ainda assim com preço super justo.

O lugar é grande e ideal para jantar depois de um dia nas pistas de ski.

 

vendettas

 

Para quem gosta de café ou chocolate, vale apena apostar no Yeti’s Grind! Um café pequeno e acolhedor, com uma variedade grande de sabores de cafés, chás e chocolates. Fica em Vail Village.
yetis2

 

Se você procura um After Ski de frente para a montanha, aposte no ChopHouse.
Um restaurante super badalado, com uma varanda grande de frente para a descida da pista de Lionshead.

A dica é pedir Ostras e Champagne.

 

champagne

 

E vocês? Alguma dica de restaurante legal em Vail?

 


01/11/2013

Bem vindos ao Vale do Café!

entrada fazenda uniao

 

Chegamos tarde na sexta feira, já tinha escurecido e não dava para ver, com tanta clareza, a beleza daquela estrada.

Mas pelo caminho vimos que deveria ser linda a luz do dia. E assim chegamos ao primeiro portão que nos leva a entrada da fazenda.

Parecia que tínhamos voltado no tempo, a história estava sendo contada ali na nossa frente.

sede fazenda uniao2

 

O Hotel fica em Rio das Flores, interior do estado do Rio de Janeiro. Fica situado na região do Vale do Café, um lugar histórico.

A casa principal é linda de dia, mas a noite tem um charme especial. As luzes, candelabros, velas… tudo parece mágico ali. Aquela coisa rústica chique.

sala de leitura

 

O jantar seria servido em poucos minutos. Além de linda, a sala de jantar tem um decoração colonial única. São milhares de pratos e serviços do século XIX. Móveis e objetos de arte compõe o ambiente que fazemos as refeições.

A luz é baixa, tem velas em lugares estratégicos e o clima é perfeito. O proprietário da fazenda no século passado foi Visconde do Rio Preto, e até hoje está preservada ali a sua história, memória e seu estilo na decoração.

 

300

 

A culinária é típica de uma fazenda mesmo: comida simples, saborosa e feita na hora. Tudo preparado no fogão a lenha, ótimos vinhos e sobremesas deliciosas.

Destaque para o doce de leite, pudim de café e o de côco!

 

fogao a lenha

 

No dia seguinte o café da manhã também agradou. Tudo fresco e feito com muito carinho. Logo depois, fomos conhecer a sede e “esbarramos” com o Mário, proprietário do hotel.

café da manha

 

cafe2

 

Tivemos uma aula de história ao vivo e a cores! Mário é um colecionador de antiguidades e encontrou um lugar especial para expor suas obras. Além de conhecer muito a história do lugar e daquele tempo, nos envolveu com sua simplicidade e hospitalidade.

 

prataria2

 

serviços2

 

O hotel tem 10 quartos na sede, outros tantos ao lado de fora e ainda estão sendo construídos mais alguns. Ao todo são 21 quartos. Os quartos da sede seguem o estilo de época… camas com dossel e biombo estilizados.

Os outros quarto tem decoração mais moderna e contou com o decorador carioca Chicô Gouveia para manter o estilo colonial da fazenda. Vale ressaltar que hotel preza pelo conforto dos hóspedes… os quartos tem cama king size, enxoval de algodão Egípcio, travesseiros e edredons de pluma de ganso, um luxo só!

Ficamos no Quarto do Rei, fora da sede, um quarto amplo, confortável e com uma hidro de fazer inveja em qualquer hotel moderno.

 

quarto rei

 

hidro

 

Na parte de fora, a piscina dá o tom de férias e descanso que procuramos. Fez um dia lindo e curtimos bastante essa parte da fazenda. Além da piscina principal, o hotel tem saunas, piscina aquecida, salão de jogos, um pequeno museu contando a história local e uma igrejinha linda!

 

Piscina

 

Assim que me deparei com aquela capela charmosa, já imaginei um casamento por ali. Segundo o proprietário, já aconteceu e foi lindo… posso imaginar!

Até fizeram um mini salão de beleza para a noiva e suas madrinhas se arrumarem. É muita dedicação em agradar!

igrejinha

 

Os funcionários são extremamente educados e eficientes, com destaque para a Janaína, gerente do hotel, que nos atendeu super bem e sempre que cruzava com a gente fazia questão de perguntar se precisávamos de alguma coisa!

 

chá

 

agua fresca

 

No sábado a noite tivemos uma linda apresentação de capoeira, costume dos escravos e conhecemos o Mestre Cid. Ficamos muito impressionados com a emoção que ele conta a história da sua vida e dos tempos no Vale do Café. Inesquecível!

A Fazenda União nos ganhou. Aprovamos e recomendamos aos casais que querem passar um fim de semana tranquilo, com conforto, boa comida e gentileza!

Esperamos voltar em breve!

 

 

Fazenda União

Estrada do Abarracamento km 3,5 | Abarracamento – Rio das Flores – RJ

+55 (24) 2491-1044

www.fazendauniao.com.br


23/08/2013

il pellicano7

 

Dica de restaurante na Toscana

Se você está de mala pronta para curtir o verão na Toscana, vale a pena levar essa dica.

O restaurante fica no Il Pellicano Resort, um hotel lindo, exclusivo e um pouco mais isolado que os outros. É um hotel 5*, com serviços personalizados e uma equipe de primeira.

A Travel & Leisure e Conde Nast frequentemente citam o restaurante e o hotel como um dos melhores do mundo.

 

il_pellicano

 

Como não podia deixar de ser, o restaurante oferece culinária mediterrânea. Ingredientes frescos, carnes finas, frutas e legumes orgânicos. A carta de vinhos é ótima.

Todos os dias eles apresentam um tipo de azeite extra virgem diferente. Os azeites são dos produtores da região, que fazem questão de dar todas as explicações de como foi feita a colheita, sobre o processo e claro, o resultado final.

O Chef Antonio Guida está constantemente desenvolvendo novos pratos e combinações diferentes para saciar os mais exigentes.

 

ilpelicano8

 

Em abril e outubro, o hotel oferece cursos de culinária, onde os hóspedes aprendem os segredos da culinária mediterrânea!

Durante o dia também é servido ali o lendário brunch do Il Pellicano. Maravilhoso!

 

Il_Pellicano2

 

Mas se tiver que escolher apenas uma refeição no local, sugerimos o jantar. Reserve uma mesa à luz de velas no terraço e prepare-se para uma noite inesquecível!

 


04/06/2013

A ilha de St. Marteen tem 96 km. Ou duas vezes a Barra da Tijuca.

Pequena? Parece, se você pensar que o espaço foi dividido entre holandeses e franceses, em 1648. Os holandeses ficaram com Saint Marteen (43% do território) e os franceses ganharam Saint Martin (os demais 57%).

Mas quando sabemos que a ilha acolhe três línguas, três moedas, imigrantes de 104 nacionalidades, cassinos, joalherias, restaurantes dos mais diversos tipos e 37 praias ao melhor estilo caribenho, não podemos, jamais, considerá-la pequena. Inclua também, umas das compras mais baratas do planeta. Vista assim, St. Maarten é imensa. Mas pode acreditar: cabe muito bem no seu orçamento!

 

stmaeerten

 

A animação fica na Praia de Maho, na parte holandesa. É onde brilham as luzes do Casino Royale — sim, como o do filme. Funciona desde 1950 e foi o responsável pela abertura de diversos barzinhos por ali. O único aeroporto da ilha e a maior parte da rede hoteleira ficam em Philipsburg.

A língua oficial é o holandês, mas o inglês é de uso corrente. Junto com esses dois idiomas, eles adicionaram o português, espanhol e palavras africanas. Resultado: o papiamento das ilhas de colonização holandesa, assim como em Aruba. Além do papiamento, também utilizam uma moeda rara: o florim das Antilhas Holandesas. Mas não se preocupe, o dólar americano é aceito sem restrições.

 

st maarten samanna

 

Imagine um calçadão ao estilo de Copacabana! Philipsburg tem um, de 2 quilômetros: Great Bay.

Muita gente bonita caminha de lá para cá. Assim como em Copa, mas com biquínis mais recatados! Em Orient Bay, circulam os inimigos número 1 dos fabricantes de maiô: os nudistas. É uma das praias mais famosas de naturismo do Caribe.

Se vocês curtem natureza, então o lugar é Cupecoy. As falésias avermelhadas são inspiradoras. Conforme o sol vai caindo sobre elas, o vermelho ganha outros tons.

 

st maarten9

 

A culinária é especial, a ilha já ganhou o título de Capital Gastronômica do Caribe! E merece, a culinária é mesmo de uma riqueza ímpar. De cozinha tailandesa aos bistrôs franceses, há de tudo. Sem esquecer os sabores locais, como a guavaberry — uma fruta vermelha doce muito parecida com a cereja.

A fração francesa é menos animada. Mas para compensar, conta com praias que lembram trechos da Côte D’Azur. Marigot Beach tem o único shopping center da ilha. Até vale a visita, mas os preços são menos atraentes – ali tudo é pago em euro. Bom mesmo é caminhar pela orla e apreciar o porto.

 

st maarten11

 

O que você deve saber:

• Três moedas? Isso mesmo. Na parte francesa, o euro. Na outra, o florim. E também o dólar, sem problemas.

• Em Maho, quem preferir fugir da música caribenha, procure o Soprano’s. A música é internacional: jazz e pop.

• Alugar um carro pode ser uma boa. Mas cuidado, na alta temporada o congestionamento é enorme. As ruas são estreitas e é complicado estacionar.

• Um passeio para todas as idades: o Forte Amsterdam. A fortaleza do século 17 está em ruínas, mas nos brinda com uma vista espetacular.

• Programa tentador: dar a volta na ilha a bordo de um grande veleiro catamarã e descobrir lindas ilhas desertas. Procurem a Eagle Tours.

Como chegar: As companhias aéreas americanas com melhores conexões são: American Airlines e Delta Airlines. Também é possível chegar através das irmãs Aruba e Curaçao.

 

Visite: 

– 12 Meter Regatta, Porto de Philipsburg

– Eagle Tours, Jurancho Yrausquin Bojulevard (Bobby’s Marina), Philipburg

– Guavaberry Emporium, Frontstreet 8-10, Philipsburg

 

Onde comer:

– L’Escargot, 96 Front Steet, Philipsburg

– Le Chanteclair, Marina Royale, Marigot

– Le Marrakech, (Marroquino), Marigot

– Baskin Robbins, (Sorveteria), Simpson Bay

– Mooi Restaurant, (Fusion Food), Puerta del Sol Plaza, Simpson Bay

– Le Lagon Creole-Creperie, (Francesa/ Caribenha), Colebay

– Le Tastevin, Grand-Case

– Le Pressoir, Grand-Case

 

Noite:

– Bliss, Bacon Hill Road 2

– Tantra, Rhine Road

– ESPN Sport Bar, Simpson Bay

 

Onde ficar:

Radisson Blu Hotel – melhor localização;

Sonesta Maho Beach, o famoso hotel próximo ao aeroporto de Philipsburg, não perca o pouso dos aviões bem próximos a praia;

Westin Dawn Beach, hotel com apartamentos com cozinhas totalmente equipadas;

The Cliff, fica na famosa praia de Cupecoy;

La Samanna, o hotel mais chique da ilha;

Esmeralda Resort,  hotel pequeno e muito charmoso

 

Anote:

Aeroporto: Aeroporto Internacional Princess Juliana (SXM)

Capital: Philipsburg (lado Holândes), Marigot (lado Francês)

Moeda: Florim holandês (US$ 1 equivale a Naf 1,82, mas o dólar é bem aceito). No lado francês, o euro é a moeda local

Idioma: Holandês, mas o inglês é sempre falado

Visto: Sim, visto americano devido à conexão nos Estados Unidos

Vacina: Febre amarela

Código de telefone: 599

Melhor época para viajar: O ano todo, temperatura média de 29 a 22° C

 


24/05/2013

safari_tanzania

 

Nós sabemos que depois do casamento, tudo que queremos é descansar e aproveitar muito a Lua de Mel.

Os roteiros mais pedidos normalmente incluem uma praia linda e reservada, um hotel luxuoso e aquele cenário de tirar o fôlego.

Existem casais que adoram tudo isso, mas querem mais. Conhecer uma cultura nova, fazer um passeio numa atmosfera completamente diferente ou um jantar a dois – com a sensação de que só existem eles e o horizonte interminável!

Nos roteiros pela África há sempre uma agradável surpresa esperando os casais, além de um acampamento de luxo.

Locais isolados, reservas naturais de tirar o fôlego e uma imensa variedade de ambientes românticos: exclusivas cabanas de palha (sim, muito luxuosas!), tendas espaçosas, uma decoração linda, piscinas iluminadas apenas por velas e serviços exclusivos.

As viagens para lodges de luxo remetem ao romantismo criando uma aura de magia e memórias que duram uma vida toda!

Bem, se ao ler essa breve descrição você já se encantou, continue lendo nossas dicas de onde se hospedar e transformar sua lua de mel numa viagem inesquecível!

 

Mnemba3

Delicie-se com um passeio na praia com os pés descalços em uma ilha particular no Mnemba Island Lodge, em Zanzibar.

 

 

Sossusvlei

Descansar no deserto sob um céu perfeito! Sossusvlei Desert Lodge, na Namíbia.

 

 

ngala2

Explorar a mata africana, fazer a trilha do Big Five e depois voltar para o conforto do seu lodge!

Ngala Tented Camp, uma reserva particular no Kruger Park.

 

 

delta

Desfrutar da água, da vida selvagem e relaxar no Xaranna Okavango Delta Camp em Delta do Okavango.

 

 

masai

Descobrir as delícias naturais do Masai Mara, Kichwa Tembo.

 

 

ngorongoro

Experimente o romance do deserto no luxuoso Ngorongoro Crater Lodge, na Tanzania.

 

O que acharam? Seria melhor rever seu conceito sobre viagens exóticas! :)

 

 

Fonte: Viajando a Dois, Best Dest.


Página 1 de 212