culinária francesa

Cheval Blanc – St. Barth

Do avião já é possível perceber a água azul turquesa e uma vegetação linda lá embaixo.

Me preparei para o pouso na pista mais curta que eu já vi na vida, entre uma colina íngreme e uma praia de areia branca, mas felizmente foi mais legal do que assustador. Minutos depois já tinha um motorista esperando para nos levar para o hotel!

Flamands Beach, fica a apenas 2,7 km do aeroporto na costa norte e abriga o belo Cheval Blanc, nossa casa nos próximos dias.

O hotel fica na extremidade da enseada ao lado de uma fileira de casas à beira-mar, onde os donos são frequentemente vistos andando com seus cachorros ou jantando nos restaurantes do hotel.

Ao contrário das outras ilhas do Caribe, St Barths é território francês e realmente a gente sente como se estivesse em St Tropez!

Mas não precisa se preocupar, a equipe toda fala inglês e são muito receptivos, profissionais e chiques, sim… uma equipe maravilhosa. E esse estilo impecável continua nos interiores do hotel, onde toques de rosa percorrem todo os cômodos, como se fosse uma casa de praia mesmo, dessas bem intimistas.

É minimalista, elegante e a atenção aos detalhes é excelente. É tudo tão lindo que eu queria que eles vendessem alguns dos utensílios para que eu pudesse trazer um pouco desse lugar comigo.

São 40 quartos, incluindo suítes à beira-mar com piscinas de borda infinita privativas, bangalôs nos jardins e banheiras de hidromassagem.

Meu quarto tinha vista para a piscina e praia, e assim que cheguei fui recebida com o pôr-do-sol perfeito, champanhe e morangos frescos com chocolate – tudo divino. A cama é super confortável, o banheiro é grande e cheio de produtinhos que a gente adora.

Toda noite você recebe um presente surpresa: chinelos decorados, uma bolsa de praia, colar de flores. É muito legal esperar o que vai chegar para o dia seguinte. 

Se você gosta de bons restaurantes e comidas que enchem os olhos, certamente não ficará desapontado em nenhum dos restaurantes.

O primeiro, La Cabane de l’Isle, fica na praia e é a mistura perfeita de mesas brancas, pés na areia e muita sombra. Tem sempre um mini-desfile com as modelos locais que desfilam com roupas à venda na boutique do hotel.

A degustação de vinhos também é uma opção por aqui, que aliás foi uma ótima maneira de começar a noite antes do jantar.

Em outra noite, degustamos um menu degustação de sete pratos, criado pelo Chef Vinsot, que foi excelente e é perfeito para qualquer casal em lua de mel.

O segundo restaurante, La Case de l’Isle, fica à beira da piscina e serve um vasto buffet de café da manhã. Não deixem de experimentar a salada de lagosta e os camarões com arroz negro.

Eu sei que nem todo mundo quer relaxar na praia o dia todo, então, se você está atrás de uma lua-de-mel mais ativa, há muitas opções pela ilha.

Gustavia, a capital, fica a cerca de 4 km de distância e é um ótimo local para tomar um drinque com vista para os super iates no porto – experimente o Bonito, um restaurante descolado, logo ali na frente.

Outra opção é fazer um circuito de barco, mas cuidado para não se distrair com as lojas de grife que parecem mais uma mini versão da Bond Street, em Londres e perder o horário.

Já a bordo de um catamarã muito elegante, partimos navegando pela ilha, observando tartarugas e peixes em águas cristalinas ao longo do caminho. O almoço foi servido no convés pela equipe do hotel, regado a vinho rosé gelado.

A essa altura da viagem, eu já estava completamente apaixonada por St Barths e Cheval Blanc, mas confesso que a minha experiência no SPA cimentou a ilha no meu coração.

Uma massagem indiana, banho romano e chás terapêuticos fizeram dessa uma das melhores experiências da vida!  

Cheval Blanc, fiquei ainda mais fã… São Bartolomeu, je t’aime!

 

0 comment

Treize Bakery Paris

 

” No final deste pátio discreto, você encontrará um dos restaurantes mais aconchegante de Paris, onde misturam vegetais franceses frescos e ervas com antigas tradições do sul, para criar uma inebriante comida para todos os momentos do dia. As reservas são essenciais para o brunch de fim de semana. ”

Foi assim que descobri o Treize.

A chef, Kirsten nascida e criada na África do Sul, foi desenraizada e se mudou para a França ainda jovem, onde rapidamente aderiu ao modo de vida francês.
Quando cresceu, se apaixonou pela culinária. Juntou as especiarias do lar, o calor e a hospitalidade do sul-africano (que nunca a deixaram) e trasnformou a comida que oferece.

Seu desejo incessante de viajar contribuiu para uma infinidade de sabores e texturas. Navegando pelo sudeste da Ásia, Caribe e América Central, Kirsten finalmente foi descansar em San Fransisco, onde encontrou um gosto pelo modo de vida californiano, trabalhando entre chefs talentosos como Dominique Crenn e Jonathan Black.

Após seu recente retorno a Paris, uma descoberta foi feita – Treize au Jardin, um Salon de The, que os proprietários Laurel e Kaysa orgulhosamente chamam de lar. É um espaço onde o mundo é filtrado, a vida desacelera, as flores flutuam sobre as mesas de madeira, quadros com afirmações positivas decoram a parede e o calor de Treize envolve você.

Foi decidido em um instante que este era o lugar perfeito para Kirsten e seu amigo e chef Maxime Bertrand fazerem sua primeira aparição colaborativa!

Por isso, sugiro que você passe uma tarde por lá, desfrutando do sabores, cheiros, calor e a excelente comida, ao pé dos Jardins de Luxemburgo, por apenas algumas horinhas.

Tenho certeza que a sua experiência da cidade luz será completamente diferente dessa vez!

Onde?
Treize au Jardin, 5 rue de Medicis, Paris 6.

0 comment

5 destinos românticos de Lua de Mel na praia

Pensar em Lua de Mel é pensar em romance, descanso e muita mordomia.

Para quem gosta de sol e mar, os destinos de praia em resorts são opções incríveis para isso!

Aqui listei 5 lugares de praia perfeitos para casais em lua de mel com informações super legais e dicas preciosas. 


1) Koh Tao, Tailândia

POR QUE IR: Porque se contentar com uma praia de tirar o fôlego quando você pode experimentar várias? A idéia aqui é alugar uma moto e procurar sua praia favorita entre tantas opções maravilhosas. 

ONDE FICAR: O resort para adultos Koh Tao Bamboo Huts (com diárias a partir de US$ 212) tem 19 cabanas na beira do mar. Todas com vista para a água, além de uma varanda ao ar livre. Você também pode reservar com piscina privativa e jacuzzi para dois.

O QUE FAZER: Relaxe na praia privada do hotel ou faça o famoso curso de mergulho local.

2) Aruba

POR QUE IR: Apelidada de “One Happy Island” por sua localização privilegiada fora da rota dos furacões e temperatura média de 30 graus o ano todo, esta ilha é uma das mais ensolarados de todo o Caribe.

ONDE FICAR: Cada quarto no recém-inaugurado Ritz-Carlton Aruba (com diárias a partir de US$ 399) tem uma varanda privada. Reserve o quarto com vista para o mar e viva a Lua de Mel dos sonhos nesse paraíso. 

O QUE FAZER: Embora este e a maioria dos outros hotéis estejam localizados em Palm Beach – a praia famosa de Aruba -, aventure-se um dia na Arashi Beach para curtir a areia branca e o mergulho com snorkel. Ou tente a sua sorte no enorme cassino do resort.

3) Fiji

POR QUE IR: As ilhas que formam Fiji estão cercadas por recifes de coral, em lagoas quentes e belas praias.

ONDE FICAR: O Likuliku Lagoon Resort Fiji com regime all inclusive na Ilha Malolo é o único resort em Fiji com bangalôs que são construídos em estilo tradicional fijiano com materiais locais.

O QUE FAZER: Passear por trilhas naturais tranquilas que levam a uma vista espetacular das Ilhas Mamanuca, visitar a aldeia vizinha e explorar locais antigos.

4) Little Cayman, Ilhas Cayman

POR QUE IR: O menor e menos desenvolvido (leia-se: tranquilo) das três Ilhas Cayman, Little Cayman tem uma população com cerca de 170 pessoas, o que significa que a maior parte da ilha é uma praia deserta.

ONDE FICAR: Hospede-se numa casa de um quarto de frente para o mar no The Club Little Cayman e relaxe na praia isolada da propriedade.

O QUE FAZER: Aventure-se na remota lagoa South Hole Sound para nadar com pouquíssimas pessoas. Ou alugue um barco até a pequena e deserta Owen Island para contemplar a natureza em sua forma mais primitiva. Vocês vão sentir como se fossem as duas únicas pessoas no mundo.


5) St. Barth

POR QUE IR: Esta ilha é um dos destinos mais sofisticados do Caribe e seu mood francês oferece um apelo elegante semelhante à Riviera Francesa.

ONDE FICAR: Todas as suítes e villas do intimista hotel Le Sereno têm terraços e jardins privativos – e a maioria tem vista para o mar.

O QUE FAZER: Pegue uma cesta de piquenique, roupas de banho e toalhas de praia e vá até a linda Colombier (a cor da água será uma das mais linda que você já viu), que só é acessível de barco ou a pé.


Qual dessas vocês escolheriam?

0 comment

Os 5 novos hotéis da Small Luxury Hotels of the World

Acho que a maioria de vocês já conhece a Small Luxury Hotels of the World, mas para quem ainda não conhece, segue um breve resumo:

A marca SLH representa um portfólio com pequenos hotéis de luxo independentes no mundo.

São mais de 500 opções de hospedagem dentre hotéis boutiques, hotéis design, casas de campo, resorts e até ilhas particulares.

Os hotéis passam por um controle rígido de aprovação e só os melhores são aceitos pela marca. Quem sai ganhando é o hóspede, que recebe qualidade em atendimento e as melhores experiências em serviço.

Esse mês a marca lançou cinco novos hotéis, três hotéis boutique e dois voltados à natureza:

 

Córsega – Le Domaine Misincu

O Le Domaine Misincu é o único hotel boutique de luxo na região de Cabo Corso, a parte mais preservada da ilha de Córsega. A área mistura parques naturais e jardins com o estilo tradicional, oferecendo uma estadia elegante e rústica.

 

Roma (Itália) – Margutta 19

Esse é um hotel boutique romano e fica na “rua dos artistas”, onde Picasso morou. Tem abertura prevista para julho deste ano e oferecerá aos hóspedes um restaurante com receitas tradicionais da família dos proprietários, além de suítes bem decoradas e terraço.

 

São Lourenço do Barrocal (Portugal) – Monsaraz

Uma propriedade familiar de 200 anos mistura o contemporâneo ao vintage, com jardins, laranjal e piscina. O diferencial é que oferecem aos hóspedes um jantar inspirado na fazenda e com sabores clássicos. São 40 quartos, suítes ou casas de campo que dão acesso ao spa da marca austríaca orgânica Susanne Kaufmann.

 

Puerto Vallarta (México) – Casa Velas

Aquele tipo de hotel exclusivo para adultos.  A propriedade fica em meio a flora tropical, com 80 suítes de luxo inspiradas no design mexicano tradicional. Pertinho da praia, a acomodação oferece tratamentos com base na sabedoria antiga e com ingredientes locais. Imperdível!

 

Izu (Japão) – ABBA Resorts Izu

Hotel boutique pequeno, com apenas 30 quartos (cada um, com banho ao ar livre de águas minerais quentes), restaurante com pratos franceses e japoneses e spa, todos no estilo ryokan. Sem deixar o luxo de lado, mistura-se a floresta com um jardim de formações de lava e vegetação própria do local.

 

Difícil escolher o próximo destino de viagem…

 

 

 

0 comment

Os 10 melhores brunches de Londres

 

Na minha última temporada em Londres, escolhi tomar um bom café da manhã, todos dias.

Sou daquelas apaixonada por café da manhã de hotel e sempre que posso experimento os mais variados tipos.

Lembro de ter escutado falar sobre brunch ainda na adolescência e fiquei vidrada para conhecer e entender o que era. E descobri ser mistura perfeita, além do fato de poder acordar um pouco mais tarde e esticar esse momento tão bom.

Brunch é a refeição entre o café da manhã e o almoço, e uma substitui a outra. A palavra Brunch é a junção de café da manhã (breakfast) e almoço (lunch).

Acho que o ritual do Brunch é perfeito para qualquer ocasião, de preferência nos fins de semana, onde temos mais tempo para as refeições. Combina muito com o verão, quando servido com espumante gelado. Mas tambem aposto no inverno, com caldos e sopas deliciosas. É aquele momento de relaxar, colocar o papo em dia, contar como foi a semana e desfrutar o melhor da refeição.

Em Londres, aos domingos, o brunch vira “Sunday roast”, uma referência ao assado especial do dia, uma tradição britânica!

Por isso tratei de conhecer os melhores brunches de Londres e aqui vão as sugestões:

 

 

  • Balthazar – Convent Garden

Sou muito fã do restaurante de NY e quando descobri o brunch no de Londres, corri para conhecer. Os pratos são parecidos, mas no de Londres a oferta de crepes e panquecas é maior. Tem para todos os gostos: do crepe ao hambúrguer (com fritas, claro!). Além dos doces, servem os melhores ovos Benedict da cidade. Caso queira uma refeição mais completa é só esperar pelo divino spaghetti com lagosta. Entre as bebidas temos espumantes geladíssimos e o famoso bloody mary da casa. Enjoy!

 

 

  • Cecconi’s – Mayfair

Famoso pela culinária italiana, eles servem um brunch a moda da casa. O lugar é lindo, pertinho da Bond street e servem um brunch delicioso com os melhores tipos de prosecco. Se você quer um lugar descontraído e divertido, Cecconi’s é o lugar!

 

 

  • Orangery – Kesington Gardens

Dizem que tem uma das melhores cartas de chá de Londres. Como adoro chá, arrisquei e não me arrependi. Um lugar super charmoso, uma verdadeira casa de chá. Tem todos os sabores do mundo! Experimentei um de limão siciliano (perfeito) e um chá preto, ambos maravilhosos. Para quem prefere algo mais heavy, a carta de vinho também faz bonito. Servem pães, bolos, tortas, sanduichinhos (dos mais variados), docinhos, scones e muitos mais. Se você também é louco por chás, vale muito conhecer!

 

 

  • The Breakfast Club – Islignton

Um lugar super descolado e diferente para um brunch. Fica perto da Upper Street e serve os pratos mais pedidos num brunch: panquecas, ovos Benedict, sanduíche de salmão, scones, tortas, chás e espumantes. Tudo isso a um preço bem acessível. Não se assuste com as filas na porta, vale a pena esperar um pouquinho!

 

 

  • 34 Restaurant – Mayfair

Se você é fã de ovos, então esse é o lugar certo. Eles servem ovos com uma infinidade de recheios: peixe, lagosta, camarão, caranguejo, salmão defumado, aspargos, linguiça e muito mais. Além dos clássicos: panquecas, massas, saladas, sanduichinhos, scones e doces. No domingo o Sunday roast é caprichado com um assado com todos os acompanhamentos possíveis!

 

 

  • Duck & Waffle – Heron Tower

Esse vale a pena pelos dois pratos mais pedidos da casa! O primeiro leva o nome do restaurant: Duck and Waffle! É servido um pato confit com ovos, mostarda e mel, por cima de um waffle super macio. O segundo prato é uma rabanada da casa com maçã assada, calda de caramelo quentinha e sorvete de canela – deliciosa!

O restaurante tem uma vista privilegiada, fica no último andar da Heron Tower em The City. Não deixem de ir!

 

 

  • Riding House Café – Fitzrovia

O Riding House é uma all-day brasserie (daquelas que não fecham entre os horário das refeições) e servem tanto o brunch como o tradicional café da manhã ingles (English breakfast)

Tem varias opções de ovos pochê, mil recheios de panquecas e vários sabores de chá. Eles servem também no estilo bar, com pequenos pratos (estilo tapas) para dividir. O preço é otimo e o lugar é super bem decorado.

 

 

  • Granger & Co. – Notting Hill

Apesar da fila nos fins de semana, o Granger vale a espera. O restaurante é de um chef australiano (Bill Granger) e é um dos lugares mais legais que fui dessa vez. Servem as melhores panquecas e os ovos mexidos são perfeitos, leves e saborosos.

Inclusive já foi eleitos um dos melhores ovos mexidos de Londres. As panquecas doces também fazem muito sucesso. Soma-se a isso tudo o fato do restaurant ficar num dos bairros mais charmosos do mundo! E depois de um belo café, que tal dar uma volta por Portobello road? Fica bem pertinho e vale como programa do dia!

 

 

  • The Wolseley – Mayfair

Outra boa sugestão é o brunch do The Wolseley. Só a decoracão já valeria a visita, mas a comida é tão boa quanto. A decoração nos lembra aqueles cafés de Paris, com janelas enormes e muita luz natural.

O brunch serve os famosos ovos pochê (com vários recheios), batatas, doces, brioches, chás e um delicioso chocolate quente. Por ser um lugar badalado, sugiro que façam reserva antes – a fila é longa.

 

 

  • The  Lanesborough – Knightsbridge

Esse superou todas as expectativas! Fica no salão de chá do The Lanesborough Hotel – um lugar lindo, super aconchegante, com atendimento impecável. Servem os scones mais fofinhos da cidade e tem uma pâtisserie de fazer inveja: docinhos, tortas, brioches, sanduíches saborosos, geléias artesanais e chás bem diferentes.

Não é a toa que foi o vencedor do The Tea Council Award of Excellence!

 

 

Gostaram das dicas? Deixem outras sugestões!

 

 

0 comment