24/01/2011

O Trip Advisor, elegeu os 10 hotéis balneários mais luxuosos do planeta!

Mas a escolha pode ser difícil.

Tem um Ritz no meio de uma floresta tropical de 70 hectares. Uma vila particular na ilha que muitos dizem albergou o Jardim do Éden.

Ou quartos com vista à praia que beira uma lagoa formada por corais. Uma mansão do século 15 transformada no máximo de conforto.

Suítes enormes, decoradas por arquitetos de renome e com piscina particular.

Restaurantes clássicos, ousados, étnicos. Spas, campos de golfe privativos, mordomo particular, iates e veículos luxuosos.

Os melhores hotéis – balneários do mundo estão espalhados ao redor do globo.

Alguns deles ficam em locações exóticas, como Bali, as Seychelles, as Maldivas ou Tailândia.

Outros, nas costas da Europa. E há os mais próximos: no México e no Caribe. Todos oferecem o privilégio de locações únicas.

Praia, luxo, conforto e mordomia em doses exageradas são o ponto comum na lista dos 10 hotéis balneários mais exclusivos do planeta.

Confira todos e comece a sonhar!!!

Ritz Carlton Resort & Spa, Bali

Majestoso e elegante. Esses são os dois adjetivos que melhor definem o Ritz Carlton Bali. Implantado dentro de uma gigantesca floresta tropical de 70 hectares, na luxuosa praia de Jimbaran. O hotel conta com 337 quartos que vão dos mais simples de 49 m² até vilas de 100 a 400 m² com piscinas particulares e vista para o mar. Seis restaurantes (tailandês, italiano,frutos do mar, japonês, asiático, e snack bar) e seis bares estão à disposição dos hóspedes. Além de boa alimentação, há muitas opções de lazer como duas piscinas com cachoeiras que vão até o mar, sauna, quadra de tênis, campo de golfe e excursões de pesca, windsurfe, rafting, passeios a cavalo e até de camelo. Para poder curtir as férias com as crianças, o hotel propõe o clube “Ritz Kids”, com aulas de golfe, torneios de pingue-pongue e aulas de cultura balinesa como maquiagem e dança.

Maia Luxury Resort & Spa, Seychelles

Reza a lenda que o arquipélago das Seychelles é o Jardim do Éden original. Você não poderá dizer o contrário, muito menos se estiver em uma vila particular de 250 m² com vista panorâmica para o mar, no Maia Luxury Resort & Spa. Aqui tem até mordomo dedicado, para preparar peixes frescos na churrasqueira. Decoradas no melhor estilo contemporâneo, com influências africanas e asiáticas, as 30 vilas do resort estendem-se de um jardim exótico no encosto da colina, até a beira do Oceano Índico. Visite o spa ao ar livre para sentir-se no céu, graças as massagens asiáticas e uma sessão de ioga.

Hotel Guanahani & Spa, Saint Barthélemy

Membro do prestigioso grupo de hotéis ¿The Leading Hotels of the World¿, o Hotel Guanahani é um oásis de paz e tranquilidade, aliando ao luxo e serviços de primeira categoria a vista para duas praias de areia branca. E não qualquer praia: uma delas fica em uma lagoa formada por uma barreira de coral. Dos 68 quartos, 35 são suítes, e 14 possuem piscina particular. Serviços como aluguel de veículos, um centro náutico e sala de fitness estão disponíveis, mas o principal destaque fica com o Spa Clarins e seus 450 m² que incluem oito salas de massagem e balneoterapia, um salão de beleza e uma joalheria.

Hotel Four Seasons Resort, Maldivas

O Four Seasons Resorts fica na ilha de coral de Landaa Giravaru, no coração de uma antiga plantação de coco. A ilha mistura uma vegetação tropical com magníficas praias, oferecendo prazeres variados à beira do mar. Com estilo tradicional das Maldivas, o hotel é composto de 97 vilas e bangalôs e cinco suítes especiais. Todos os quartos estão equipadas com ar condicionado, televisores de tela plana, acesso à internet e vários outros luxos e mimos como máquina de café e cama king-size.

Rosewood Mayakoba, México

O Rosewood Mayakoba é um hotel moderno e luxuoso à beira das praias de areia branca e águas cristalinas da Riviera Maia. Cada uma de suas 128 suítes incorpora o espírito do hotel, com modernidade e piscinas de cachoeira particulares, chuveiros ao ar livre e vistas deslumbrantes. Entre as atividades do resort estão torneios de golfe, esportes aquáticos, passeios a cavalo, classes de ioga e degustações de tequila.

Chiva Som, Tailândia

Situado sobre sete hectares de jardins na praia tailandesa de Hua Hin, o Chiva-Som é um resort mundialmente reconhecido que se dedica à revitalização da mente e do corpo. Tudo isto, claro, numa atmosfera relaxante e muito luxuosa. O alojamento inclui três menus dietéticos por dia e uma massagem de 50 minutos. Bebidas alcoólicas são servidas apenas no jantar, e certas áreas são reservadas para fumantes. Telefones celulares apenas podem ser usados dentro dos 50 quartos e oito suítes do hotel -por sinal, todos temáticos e adequados ao ambiente zen.

Le Sirenuse, Itália

O La Sirenuse fica na charmosa cidade de Positano, no sul da Itália, a 60 km do aeroporto de Nápoles. O hotel é um dos mais luxuosos do país, e a vista impressionante sobre o mar da costa amalfitana não deixa a desejar. O estilo é único e o ambiente excelente para relaxar na piscina, no spa, ou comer frutos do mar. O restaurante, com uma decoração belíssima, é considerado como o melhor da região.

Rosewood Little Dix Bay, Ilhas Virgens Britânicas

Idealmente localizado entre as colinas intactas da ilha de Virgin Gorda, com praias isoladas e espetaculares formações geológicas, e com vista para um recife colorido e banhado pelas tranquilas águas do Caribe, o Little Dix Bay é um retiro onde os hóspedes mais exigentes podem se conectar com o meio ambiente em uma atmosfera de sonhos. As suítes muito bem renovadas, e suas duas vilas à beira mar com três ou quatro quartos fornecem uma acomodação de alto nível e muito conforto, com uma decoração de bom gosto.

 

KapaluaMaui

Ritz-Carlton Kapalua, Havaí

O “bacanérrimo” Ritz-Carlton da ilha havaiana de Kapalua reabriu no começo deste ano após uma reforma que custou mais de 180 milhões de dólares. Entre as mudanças encontra-se uma enfatização na cultura havaiana (pouco presente antes da reforma) com peças de artesanato local, e um bar feito em pedra de lava. Os quartos têm móveis novos e aparelhos modernos como TVs de tela plana e estações para iPod. Nas áreas de lazer, os cinco restaurantes foram redesenhados, e se construiu uma piscina para crianças, além de uma academia da qual pode-se apreciar a fantástica vista sobre o Pacífico. A vista, isso sim, continua a mesma de sempre.

La Residencia, Mallorca, Espanha

O Hotel La Residencia está instalado em uma área de quinze hectares de oliveiras e laranjeiras na colina de Deià, no norte da Ilha de Mallorca. A dois passos do mar Mediterrâneo, as montanhas de Tramuntana formam uma paisagem ideal para momentos inesquecíveis. Duas mansões dos séculos 15 e 16 oferecem aos hóspedes 36 quartos e 31 suítes além de uma vila particular luxuosíssima. Aproveite para conhecer as belezas da região, além de curtir as comodidades do hotel, como as duas piscinas ou o spa exclusivo.

Fonte: Trip Advisor; Drift Turismo.


26/10/2010

Sempre fui fascinada por destinos exóticos, culturas diferentes e lugares com paisagens de tirar o fôlego. A Indonésia estava na minha wish list há algum tempo.

Bali é uma das 13 mil ilhas da Indonésia e a província desse país. Faz parte das Pequenas Ilhas de Sonda e fica entre as ilhas de Java e Lombok.

Dempassar é a capital, conhecida por suas manifestações culturais, como a dança, a escultura, a pintura, o trabalho em couro e metais e a música.

Confesso que depois de ler o livro e ver o filme Comer, Rezar e Amar, fiquei mais fascinada ainda.

O local é um paraíso natural e o contato com a natureza nos deixa mais propensos ao amor, seja por quem está ao nosso lado, ou por amor a si próprio. Em Bali, praticamente tudo nos remete ao romance: a hospedagem, a população (sempre alegre e simpática), a culinária, e a beleza da ilha.

Para quem gosta de mergulho ou surf, Bali consegue aliar bons mergulhos com atividades também fora d´água. A felicidade dos surfistas que chegam a Bali é contagiante!

O lado confuso da ilha se dá pelo transporte público precário e trânsito caótico – não só pela mão inglesa, mas pelas milhares de motos que não respeitam qualquer sinalização.

Eu recomendo a utilização de uma agência de viagem ou um guia local para fazer os passeios com mais tranqüilidade.

Andar de táxi apenas do hotel para a vila de Kuta para fazer compras. Dessa forma os dias em Bali serão muito mais produtivos!

Não deixem de conhecer alguns templos, onde se aprende muito sobre a cultura local. É praticamente uma aula sobre arte e arquitetura.

Sugiro os templos Tanah Lot, Uluwatu, o templo de Sangeh (ao lado da floresta dos macacos) e o templo de Besakih – o templo mãe, o maior de todos, aos pés do vulcão Agung.

Quando visitarem o templo de Sangeh não deixem de visitar a Floresta dos Macacos. Lá, centenas de macacos convivem pacificamente com os turistas.

Eles ficam em todos os lugares, sempre a espera de uma fruta ou amendoim. Se você for com objetos soltos, como boné, óculos ou jóias, tenha cuidado com uma aproximação maior! Apesar de serem amigáveis, eles adoram toda e qualquer novidade.

Assistir uma dança é outra sugestão a se considerar. Não se trata de qualquer dança, é praticamente um espetáculo.

Eles combinam boa música, coreografia e um belíssimo figurino. A dança do Barong é a mais procurada e é apresentada em diferentes lugares.

Visitar a vila dos artesãos também não pode ficar fora do roteiro. A ilha reúne um grande número de artesãos em vilas.

Na vila de Ubud ficam os pintores. A vila de Celuk é a vila dos artesãos que trabalham com prata. Os mais procurados são os artesãos que fazem esculturas em madeira. Cada uma mais impressionante que a outra.

Para conhecer bem a ilha, o ideal é fazer paradas estratégicas. A ilha é grande e a distância entre os pontos turísticos é enorme.

Aproveitem para conhecer um dos mercados de frutas e uma plantação de arroz – são milhares espalhadas pela ilha. Em outra ocasião não deixem de almoçar com a bela vista do vulcão e o lago Batur ao fundo ou pegar carona num elefante em Bakas.

É difícil expressar com clareza a real beleza de Bali, mas passar uns dias na ilha é o suficiente para chegarmos a conclusão que estar em Bali é como viver uma nova experiência de vida – a céu aberto!

Como chegar:

A KLM voa via Amsterdam e faz uma conexão em Jacarta. A Air France junto com a Qatar Airways tem um vôo para Doha via Paris. Há voos saindo da Austrália (Sidney) para Bali, pela Qantas.

Onde ficar:

Club Med Bali www.clubmed.com

Four Seasons Sayan www.fourseasons.com/sayan

Nusa Dua Hotel www.nusaduahotel.com

The Samaya Bali www.thesamayabali.com

Vistos – O visto para brasileiros é obtido na chegada. Custa US$ 25,00.

Melhor época para visitar – O clima é quente o ano inteiro. Entre os meses de abril e outubro é a estação de seca. Entre os meses de novembro e março chove bastante.

Fonte: Drift Turismo; Bestdest. 


Página 1 de 11