Dicas de Viagem

Barbados

Barbados é a mais britânica das ilhas do Caribe.

Suas construções vitorianas, organização impecável e resorts requintados traduzem o charme local. O cenário é encantador: praias de água mansa e uma cor que ilha nenhuma mais possui.

Bridgetown é a capital. Fica na costa oeste da ilha e tem suas águas protegidas.

É praticamente um mar com a serenidade de um guarda do Palácio de Buckingham. Algumas mansões coloniais continuam intactas por ali. Hoje, além delas, os resorts exclusivos.

A população cultiva hábitos britânicos, como o cricket e a mão-inglesa. O povo é animado, descontraído, a música que embala a ilha é o calipso — trazido da ilha de Trinidad, bem próxima.

O centro é tão britânico que parece estarmos andando em plena Oxford Street no verão. Por esse motivo os jardins são irrepreensíveis.

As destilarias de rum valem a visita. Uma das mais interessantes é a fabrica da Mount Bay, ao norte da ilha. Há quem prefira juntar praia e rum (o que não é de todo mau).

Em Malibu, praia idílica, é produzido o lícor do mesmo nome e os guias fazem questão de nos mostrar que tem origem singular. Reza a lenda de que um coco teria caído num barril de rum!

Do outro lado da ilha, pagam-se cerca de 20 dólares para entrar em Sandy Beach.

O preço inclui cadeiras de praia, cama elástica dentro da água e uma das baías mais aliciantes de Barbados. Os abonados que se hospedam no resort Sandy Lane (que já hospedou a rainha Elizabeth II), já começam a ter uma idéia de onde estão quando são recebidos pelo veículo que vai buscá-lo no aeroporto, um Rolls-Royce. Um campo de golfe, jantares de alta gastronomia também fazem parte da elegância do resort e a noite termina com bailes no Starlight Terrace, sob a luz das estrelas. Tudo muito britânico!

Mas existe uma vantagem em Barbados, enquanto os resorts de extrema elegância, com diárias a preços exorbitantes encantam por sua magnitude, as hospedagens mais acessíveis são charmosas e confortáveis. É o caso do Crystal Cove Hotel.

Existe um castelo que é museu e hotel. O belo e grandioso Castelo de Sam Lord foi construído em 1820 e tornou-se um museu sobre a colonização britânica.

Os amantes da natureza e das flores, não podem perder o Andromeda. Um jardim botânico bem original. Tem piscinas, cascatas, restaurantes e jardins belíssimos. O ponto forte é orquidário, com muitas espécies diferentes.

Uma dica para quem for almoçar por lá. Peça para que manerem na pimenta!!! Os pratos tradicionais são: frango temperado, arroz com ervilhas e angu. O símbolo da ilha é também um prato: o flying fish. Camarões e lagostas também são de ótima qualidade.

Para quem gosta de aventura pode escolher um dia para navegar nos catamarans e chegar a Paynes Bay. Lá vocês podem nadar entre tartarugas e arraias. Um ótimo passeio pra quem quiser passar um dia diferente na ilha.

Uma das melhores vistas da ilha é proporcionada pela Igreja de St. John que fica à beira de um precipício. Mas a própria igreja já vale a visita.

A Sunbury Plantation House é sede de uma antiga fazenda de cana de açúcar do século 17. Hoje, é um museu com uma coleção de carros e máquinas fotográficas d’antanho.

Para os casais que estão em busca de sol e mar sem perder a elegância e o conforto podem apostar em Barbados!

3 Comments

Turks and Caicos

Abriremos o blog com as ilhas Turks and Caicos.

Um lugar paradisíaco, exótico e muito romântico.

Visto por décadas como um lindo point de mergulho, o arquipélago, formado por 40 ilhas, tem muito a oferecer aos casais em lua de mel.

Na ilha principal, Providenciales, fica uma das dez praias mais bonitas do mundo (Grace Bay), segundo a revista americana Condé Nast Traveler.

Em outra, a Grand Turks, está um dos principais museus do Caribe. Há ilhas com isolamento total, como Pine Cay. Todas ótimas para mergulhar, curtir a vida e namorar muito, claro!!

O arquipélago é administrado pelo Reino Unido. Portanto, fala-se inglês. Mas muitos dos 25 mil habitantes (pois é, só isso) se viram no espanhol.

Principalmente, na ilha Providenciales (ou Provo, para os íntimos). Ela reúne o maior aeroporto, os melhores restaurantes, (alguns sensacionais) e o agito.

Para ir a belíssima Malcolm’s Beach — a praia mais deserta de Provo — é preciso alugar um veículo 4 x 4.

Fica ali o romântico resort de bangalôs em estilo asiático, o Amanyara. Lindo!

Ainda em Provo, é óbvio que você vai querer ir a tal praia eleita uma das dez mais belas do planeta pela criteriosa revista Traveler.

Além da cor turquesa do mar, Grace Bay tem areia branca, peixes brilhantes e um pôr-do-sol memorável. O céu vermelho cria uma atmosfera toda especial.

Por ali também fica a marina Turtle Cove.

Grand Turk, embora mais afastada, é onde ficam os cruzeiros.

Se vale a pena ir? Muito, se um de seus objetivos for comprar. Os preços dos free-shops são animadores.

Há também bons hotéis e tem, ainda, Clockburn Town, a capital e centro financeiro. Uma caminhada pela Duke Street e pela Front Street leva àqueles prédios em estilo vitoriano.

Para quem gosta de história, o Museu Nacional de Turks & Caicos é bem interessante!

São muitas ilhas, cada uma com sua característica. North Caicos ainda tem poucos hotéis. Alguns na graciosa Whitby. Já Pine Cay, proporciona isolamento completo.

South Caicos, por sua vez, é a ilha dos amantes da pesca. Embora o arquipélago revele tais diferenças, você sempre verá gente com roupas de mergulho, procurando os melhores pontos.

Turks and Caicos definitivamente entra no hall dos destinos de lua-de-mel românticos.

Portanto é uma opção para os casais que buscam clima quente, boa comida, praia, agito e romance!

 

O que você deve saber:

• O prato local é a carne de caracol. Se você tem ojeriza a ele, não esquente a cabeça. Há restaurantes internacionais de alta gastronomia.

• Mesmo que você não aprecie caracóis, conhecer a maior fazenda onde são criados tem que fazer parte do roteiro. Fica na Leeward Highway, em Providenciales.

• Em 15 minutos, saindo da Marina Leeward, e você estará na Ilha das Iguanas.

• Pra quem gosta de apostas, o jogo é liberado. Em Providenciales, um dos cassinos mais frequentados é o do Allegro Resorts.

• Middle Caicos tem cavernas enormes, onde moraram os índios Taínos. Vale a pena conferir.

 

Como chegar:

Voando Delta Airlines ou American Airlines, via Estados Unidos. Lembrando que é necessário visto americano.

 

Onde Comer:

Restaurante Aqua – Providenciales, Turtle Cove.

Banana Boat – Providenciales, Turtle Cove.

Hemingway – Grace Bay.

Os restaurantes dos hotéis são ótimos e o preço é razoável. Vale conferir.

 

Onde ficar:

The Palms – http://www.regentturksandcaicos.com

Amanyara – http://www.amanresorts.com

Grace Bay Resorts – http://www.gracebayclub.com

Allegro Resort (all inclusive) – http://caribbeancoast.com/nhotels/AllegroTurkCaicos

Club Med Turkoise – http://www.clubmed.com

 

 

Fonte: Drift Turismo; ADVtur.

9 Comments

Abertura!

E hoje começa a nossa viagem!

A idéia desse blog é ajudar noivas, noivos e todas as pessoas apaixonadas a decidirem seu roteiro de lua de mel.

Nós sabemos que a organização de cada detalhe, de cada lembrancinha, de cada arranjo de flores bem posicionado não é tarefa fácil.
Depois da cerimônia, só se pensa em uma coisa: aproveitar muito a lua de mel!

Vamos indicar roteiros personalizados, serviços especiais e lugares inimagináveis!

Esse blog vai ajudar o casal com idéias e dicas incríveis para elaborar um roteiro inesquecível.

Aguardem a primeira sugestão no próximo post!

 

0 comment