Dicas de Viagem

20 músicas para ouvir na estrada

 

road4

 

Uma das coisas que mais gosto de fazer na vida é viajar de carro. E não importa o destino, a música certa faz toda diferença no percurso.

Meus amigos sabem que eu adoro essas viagens curtas de fim de semana e também sabem que eu sou louca por música!

Faz tempo que me pedem uma seleção de música para ouvir na estrada, mas nunca sei se faço uma trilha especial para viagem romântica, ou uma com as músicas que mais escuto quando estou no carro.

Para garantir que todos gostem, fiz uma seleção bem diferente, para todos os gostos… quer dizer, quem não gosta muito de Rock, não vai gostar tanto assim, rs.

Muitas vezes faço a seleção de acordo com o tema da viagem, praia ou serra. Mas a verdade é que acabo sempre ouvindo as que mais me animam na estrada.

Então, que tal pensar nas músicas da sua próxima viagem?

Segue a minha lista com 20 músicas para ouvir na estrada!

 

1) The Verve – “Lucky Man”

 

2) Creedence Clearwater Revival – “Have you ever seen the rain”

 

3) AC/DC – “Highway to Hell”

 

4) When in Rome – “The Promise”

 

5) Stone Temple Pilots – Plush

 

6) The Nixons – “Sister

 

7) Eagles – “Hotel California”

 

8) Blind Melon – “No Rain”

 

9) Foo Fighters – Big Me

 

10) Stone Sour – “Through Glass”

 

11) Couting Crows – “Palisades Park”

 

12) Blues Traveler – “Run Around”

 

13) Birdy – “Skinny Love”

 

14) Pink Floyd – “Wish You Were Here”

 

15) Breaking Benjamin – “Breath”

 

16) Staind – “So Far Away”

 

17) Audioslave – “I Am The Highway”

 

18) Coldplay – “Green Eyes”

 

19) Sister Hazel – “Champagne High”

 

20) The Outfield – “Your Love”

 

 

1 Comment

Como fazer ligação para o Brasil

6632-london-red-phone-booth-800x600

 

Claro que a internet ajuda muito quem está morando fora e facilita a comunicação com a família, amigos ou namorado(a).

Mas quando o assunto é sério, fazer uma ligação, faz toda diferença!

 

Então segue uma dica para ligar do país visitado para o Brasil:

  • Marque “+” (na maioria dos aparelhos, basta pressionar a tecla 0 por 2 segundos);
  • Coloque o código do país, o qual vai ligar, 55 (código do Brasil);
  • Agora o código da cidade, 21 (código de área da cidade com 2 dígitos – por exemplo, Rio de Janeiro: 21);
  • E por fim, o número de quem você quer falar (9 dígitos).

Então para ligar de qualquer lugar do mundo para alguém do Rio de Janeiro, basta discar:

+55 21 9999-9999

 

E para facilitar a vida, segue uma lista com códigos DDI de vários países:

1 – Anguila
1 – Antígua e Barbuda
1 – Bahamas
1 – Barbados
1 – Bermudas
1 – Canadá
1 – Dominica
1 – Estados Unidos
1 – Granada
1 – Ilhas Caimão
1 – Ilhas Marianas do Norte
1 – Ilhas Virgens Americanas
1 – Ilhas Virgens Britânicas
1 – Jamaica
1 – Montserrat
1 – Porto Rico
1 – República Dominicana
1 – Samoa Americana
1 – Santa Lúcia
1 – São Cristóvão e Neves
1 – São Vicente e Granadinas
1 – Trinidad e Tobago
1 – Turcas e Caicos
7 – Casaquistão
7 – Rússia
20 – Egito
27 – África do Sul
30 – Grécia
31 – Holanda
32 – Bélgica
33 – França
34 – Espanha
36 – Hungria
39 – Itália
40 – Romênia
41 – Suíça
43 – Áustria
44 – Reino Unido
45 – Dinamarca
46 – Suécia
47 – Noruega
48 – Polônia
49 – Alemanha
51 – Peru
52 – México
53 – Cuba
54 – Argentina
55 – Brasil
56 – Chile
57 – Colômbia
58 – Venezuela
60 – Malásia
61 – Austrália
62 – Indonésia
63 – Filipinas
64 – Nova Zelândia
65 – Cingapura
66 – Tailândia
81 – Japão
82 – Coréia do Sul
84 – Vietnã
86 – China
90 – Turquia
91 – Índia
92 – Paquistão
93 – Afeganistão
94 – Sri Lanka
95 – Myanmar
98 – Irã
212 – Marrocos
212 – Saara Ocidental
213 – Argélia
216 – Tunísia
218 – Líbia
220 – Gâmbia
221 – Senegal
222 – Mauritânia
223 – Mali
224 – Guiné
225 – Costa do Marfim
226 – Burkina Faso
227 – Níger
228 – Togo
229 – Benim
230 – Maurício
231 – Libéria
232 – Serra Leoa
233 – Gana
234 – Nigéria
235 – Chade
236 – República Centro-Africana
237 – Camarões
238 – Cabo Verde
239 – São Tomé e Príncipe
240 – Guiné Equatorial
241 – Gabão
242 – Congo-Brazzaville
243 – Congo-Kinshasa
244 – Angola
245 – Guiné-Bissau
246 – Território Britânico do Oceano Índico
247 – Ascensão
248 – Seicheles
249 – Sudão
250 – Ruanda
251 – Etiópia
252 – Somália
253 – Djibuti
254 – Quênia
255 – Tanzânia
256 – Uganda
257 – Burundi
258 – Moçambique
260 – Zâmbia
261 – Madagascar
262 – Reunião
263 – Zimbábue
264 – Namíbia
265 – Malawi
266 – Lesoto
267 – Botsuana
268 – Suazilândia
269 – Comores
269 – Mayotte
290 – Santa Helena
291 – Eritréia
297 – Aruba
298 – Ilhas Faroé
299 – Groenlândia
350 – Gibraltar
351 – Portugal
352 – Luxemburgo
353 – Irlanda
354 – Islândia
355 – Albânia
356 – Malta
357 – Chipre
358 – Finlândia
359 – Bulgária
370 – Lituânia
371 – Letônia
372 – Estônia
373 – Moldávia
374 – Armênia
375 – Bielorrússia
376 – Andorra
377 – Mônaco
378 – São Marinho
379 – Vaticano
380 – Ucrânia
381 – Sérvia e Montenegro
385 – Croácia
386 – Eslovénia
387 – Bósnia e Herzegovina
389 – Macedônia
420 – República Tcheca
421 – Eslováquia
423 – Liechtenstein
473 – Grenada
500 – Ilhas Malvinas
501 – Belize
502 – Guatemala
503 – El Salvador
504 – Honduras
505 – Nicarágua
506 – Costa Rica
507 – Panamá
508 – São Pedro e Miquelon
509 – Haiti
590 – Guadalupe
590 – Saint-Martin (French West Indies)
591 – Bolívia
592 – Guiana
593 – Equador
594 – Guiana Francesa
595 – Paraguai
596 – Martinica
597 – Suriname
598 – Uruguai
599 – Sint Maarten (Antilhas Holandesas)
670 – Timor-Leste
671 – Guam
672 – Territórios Externos Australianos
673 – Brunei
674 – Nauru
675 – Papua-Nova Guiné
676 – Tonga
677 – Ilhas Salomão
678 – Vanuatu
679 – Fiji
680 – Palau
681 – Wallis e Futuna
682 – Ilhas Cook
683 – Ilha Niue
685 – Samoa
686 – Kiribati
687 – Nova Caledônia
688 – Tuvalu
689 – Polinésia Francesa
690 – Tokelau
691 – Micronésia
692 – Ilhas Marshall
850 – Coréia do Norte
852 – Hong Kong
853 – Macau
855 – Camboja
856 – Laos
880 – Bangladesh
886 – Taiwan
960 – Ilhas Maldivas
961 – Líbano
962 – Jordânia
963 – Síria
964 – Iraque
965 – Kuwait
966 – Arábia Saudita
967 – Iêmen
968 – Omã
970 – Palestina
971 – Emirados Árabes Unidos
972 – Israel
973 – Bahrein
974 – Qatar
975 – Butão
976 – Mongólia
977 – Nepal
992 – Tadjiquistão
993 – Turquemenistão
994 – Azerbaijão
995 – Geórgia
996 – Quirguistão
998 – Uzbequistão

 

0 comment

Vail – Onde comer?

arrabelle-at-vail-square

Quem disse que os restaurantes em Vail são todos caríssimos?

Esse post vai mostrar que é possível comer bem, sem pagar uma fortuna por isso!

Uma das melhores opções é a Blue Moose. Uma pizzaria deliciosa com vários sabores de pizza no cardápio.
A Blue Moose fica em Lionshead em frente a pista de patinação. O destaque são a Spring pizza (com alcachofra) e a Autumn pizza (com queijo de cabra e azeite trufado).

 

bluemoose

 

O Tavern on the Square é um restaurante lindo e considerado um dos melhores After Ski de Vail. Almoçar ou jantar por lá vale a pena não só pela gastronomia, mas também pelo espaço sempre animado e com boa música.

 

tavern

 

O Los Amigos fica em Vail Village e é um restaurante mexicano dos mais animados da montanha. Muita gente se reúne por ali para o After ski ou mais tarde, para um jantar mais descontraído.

 

los amigos

 

A Vendetta’s é outra pizzaria super bacana, mais chique que a primeira citada, mas ainda assim com preço super justo.

O lugar é grande e ideal para jantar depois de um dia nas pistas de ski.

 

vendettas

 

Para quem gosta de café ou chocolate, vale apena apostar no Yeti’s Grind! Um café pequeno e acolhedor, com uma variedade grande de sabores de cafés, chás e chocolates. Fica em Vail Village.
yetis2

 

Se você procura um After Ski de frente para a montanha, aposte no ChopHouse.
Um restaurante super badalado, com uma varanda grande de frente para a descida da pista de Lionshead.

A dica é pedir Ostras e Champagne.

 

champagne

 

E vocês? Alguma dica de restaurante legal em Vail?

 

0 comment

As 50 viagens mais românticas do mundo

A revista Travel + Leisure divulgou uma lista com os 50 lugares mais românticos do mundo.

Já que o blog fala de viagem a dois, resolvi postar a listinha pra vocês terem ainda mais idéias de escapadas românticas!

  1. Fez, Marrocos
  2. Nova York, EUA
  3. Ilha Whidbey, Washington, EUA
  4. Napa Valley, EUA
  5. Chassignolles, França
  6. Telluride, França
  7. Savannah, EUA
  8. Granada, Espanha
  9. Vico Equense, Itália
  10. Bora-Bora, Polinésia Francesa
  11. Istambul, Turquia
  12. Hobart, Tasmânia
  13. Bali, Indonésia
  14. Los Cabos, México
  15. Kerala, Índia
  16. Nova Scotia, Canadá
  17. Patmos, Grécia
  18. Miami Beach, EUA
  19. Grenada, Caribe
  20. San Camp, Botsuana
  21. Norte da Califórnia, EUA
  22. Honolulu, EUA
  23. Vale de Colchagua, Chile
  24. Bar Harbor, Maine, EUA
  25. Las Brisas, México
  26. Maui, Havaí, EUA
  27. Palm Springs, EUA
  28. Vancouver Island, Canadá
  29. Woodstock, Vermont, EUA
  30. Osa Peninsula, Costa Rica
  31. St. Petersburg, Rússia
  32. Antígua
  33. Sedona, EUA
  34. Negril, Jamaica
  35. Nelamangala, Índia
  36. Cabarete, República Dominicana
  37. Buenos Aires, Argentina
  38. Costa Oeste da Irlanda, The Ring of Kerry
  39. Mendoza, Argentina
  40. Deserto do Atacama, Chile
  41. Hoi An, Vietnã
  42. Balapitiya, Sri Lanka
  43. Ilha Krabi, Tailândia
  44. Helsinque, Finlândia
  45. Wolwedans Dunes Lodge, Namíbia
  46. Fiji
  47. Courchevel, França
  48. Essaouira, Marrocos
  49. Veneza para Paris no Orient Express
  50. Província de Yunnan, China

3 Comments

Barbados

Barbados é a mais britânica das ilhas do Caribe.

Suas construções vitorianas, organização impecável e resorts requintados traduzem o charme local. O cenário é encantador: praias de água mansa e uma cor que ilha nenhuma mais possui.

Bridgetown é a capital. Fica na costa oeste da ilha e tem suas águas protegidas.

É praticamente um mar com a serenidade de um guarda do Palácio de Buckingham. Algumas mansões coloniais continuam intactas por ali. Hoje, além delas, os resorts exclusivos.

A população cultiva hábitos britânicos, como o cricket e a mão-inglesa. O povo é animado, descontraído, a música que embala a ilha é o calipso — trazido da ilha de Trinidad, bem próxima.

O centro é tão britânico que parece estarmos andando em plena Oxford Street no verão. Por esse motivo os jardins são irrepreensíveis.

As destilarias de rum valem a visita. Uma das mais interessantes é a fabrica da Mount Bay, ao norte da ilha. Há quem prefira juntar praia e rum (o que não é de todo mau).

Em Malibu, praia idílica, é produzido o lícor do mesmo nome e os guias fazem questão de nos mostrar que tem origem singular. Reza a lenda de que um coco teria caído num barril de rum!

Do outro lado da ilha, pagam-se cerca de 20 dólares para entrar em Sandy Beach.

O preço inclui cadeiras de praia, cama elástica dentro da água e uma das baías mais aliciantes de Barbados. Os abonados que se hospedam no resort Sandy Lane (que já hospedou a rainha Elizabeth II), já começam a ter uma idéia de onde estão quando são recebidos pelo veículo que vai buscá-lo no aeroporto, um Rolls-Royce. Um campo de golfe, jantares de alta gastronomia também fazem parte da elegância do resort e a noite termina com bailes no Starlight Terrace, sob a luz das estrelas. Tudo muito britânico!

Mas existe uma vantagem em Barbados, enquanto os resorts de extrema elegância, com diárias a preços exorbitantes encantam por sua magnitude, as hospedagens mais acessíveis são charmosas e confortáveis. É o caso do Crystal Cove Hotel.

Existe um castelo que é museu e hotel. O belo e grandioso Castelo de Sam Lord foi construído em 1820 e tornou-se um museu sobre a colonização britânica.

Os amantes da natureza e das flores, não podem perder o Andromeda. Um jardim botânico bem original. Tem piscinas, cascatas, restaurantes e jardins belíssimos. O ponto forte é orquidário, com muitas espécies diferentes.

Uma dica para quem for almoçar por lá. Peça para que manerem na pimenta!!! Os pratos tradicionais são: frango temperado, arroz com ervilhas e angu. O símbolo da ilha é também um prato: o flying fish. Camarões e lagostas também são de ótima qualidade.

Para quem gosta de aventura pode escolher um dia para navegar nos catamarans e chegar a Paynes Bay. Lá vocês podem nadar entre tartarugas e arraias. Um ótimo passeio pra quem quiser passar um dia diferente na ilha.

Uma das melhores vistas da ilha é proporcionada pela Igreja de St. John que fica à beira de um precipício. Mas a própria igreja já vale a visita.

A Sunbury Plantation House é sede de uma antiga fazenda de cana de açúcar do século 17. Hoje, é um museu com uma coleção de carros e máquinas fotográficas d’antanho.

Para os casais que estão em busca de sol e mar sem perder a elegância e o conforto podem apostar em Barbados!

3 Comments