31/01/2017

 

Na minha última temporada em Londres, escolhi tomar um bom café da manhã, todos dias.

Sou daquelas apaixonada por café da manhã de hotel e sempre que posso experimento os mais variados tipos.

Lembro de ter escutado falar sobre brunch ainda na adolescência e fiquei vidrada para conhecer e entender o que era. E descobri ser mistura perfeita, além do fato de poder acordar um pouco mais tarde e esticar esse momento tão bom.

Brunch é a refeição entre o café da manhã e o almoço, e uma substitui a outra. A palavra Brunch é a junção de café da manhã (breakfast) e almoço (lunch).

Acho que o ritual do Brunch é perfeito para qualquer ocasião, de preferência nos fins de semana, onde temos mais tempo para as refeições. Combina muito com o verão, quando servido com espumante gelado. Mas tambem aposto no inverno, com caldos e sopas deliciosas. É aquele momento de relaxar, colocar o papo em dia, contar como foi a semana e desfrutar o melhor da refeição.

Em Londres, aos domingos, o brunch vira “Sunday roast”, uma referência ao assado especial do dia, uma tradição britânica!

Por isso tratei de conhecer os melhores brunches de Londres e aqui vão as sugestões:

 

 

  • Balthazar – Convent Garden

Sou muito fã do restaurante de NY e quando descobri o brunch no de Londres, corri para conhecer. Os pratos são parecidos, mas no de Londres a oferta de crepes e panquecas é maior. Tem para todos os gostos: do crepe ao hambúrguer (com fritas, claro!). Além dos doces, servem os melhores ovos Benedict da cidade. Caso queira uma refeição mais completa é só esperar pelo divino spaghetti com lagosta. Entre as bebidas temos espumantes geladíssimos e o famoso bloody mary da casa. Enjoy!

 

 

  • Cecconi’s – Mayfair

Famoso pela culinária italiana, eles servem um brunch a moda da casa. O lugar é lindo, pertinho da Bond street e servem um brunch delicioso com os melhores tipos de prosecco. Se você quer um lugar descontraído e divertido, Cecconi’s é o lugar!

 

 

  • Orangery – Kesington Gardens

Dizem que tem uma das melhores cartas de chá de Londres. Como adoro chá, arrisquei e não me arrependi. Um lugar super charmoso, uma verdadeira casa de chá. Tem todos os sabores do mundo! Experimentei um de limão siciliano (perfeito) e um chá preto, ambos maravilhosos. Para quem prefere algo mais heavy, a carta de vinho também faz bonito. Servem pães, bolos, tortas, sanduichinhos (dos mais variados), docinhos, scones e muitos mais. Se você também é louco por chás, vale muito conhecer!

 

 

  • The Breakfast Club – Islignton

Um lugar super descolado e diferente para um brunch. Fica perto da Upper Street e serve os pratos mais pedidos num brunch: panquecas, ovos Benedict, sanduíche de salmão, scones, tortas, chás e espumantes. Tudo isso a um preço bem acessível. Não se assuste com as filas na porta, vale a pena esperar um pouquinho!

 

 

  • 34 Restaurant – Mayfair

Se você é fã de ovos, então esse é o lugar certo. Eles servem ovos com uma infinidade de recheios: peixe, lagosta, camarão, caranguejo, salmão defumado, aspargos, linguiça e muito mais. Além dos clássicos: panquecas, massas, saladas, sanduichinhos, scones e doces. No domingo o Sunday roast é caprichado com um assado com todos os acompanhamentos possíveis!

 

 

  • Duck & Waffle – Heron Tower

Esse vale a pena pelos dois pratos mais pedidos da casa! O primeiro leva o nome do restaurant: Duck and Waffle! É servido um pato confit com ovos, mostarda e mel, por cima de um waffle super macio. O segundo prato é uma rabanada da casa com maçã assada, calda de caramelo quentinha e sorvete de canela – deliciosa!

O restaurante tem uma vista privilegiada, fica no último andar da Heron Tower em The City. Não deixem de ir!

 

 

  • Riding House Café – Fitzrovia

O Riding House é uma all-day brasserie (daquelas que não fecham entre os horário das refeições) e servem tanto o brunch como o tradicional café da manhã ingles (English breakfast)

Tem varias opções de ovos pochê, mil recheios de panquecas e vários sabores de chá. Eles servem também no estilo bar, com pequenos pratos (estilo tapas) para dividir. O preço é otimo e o lugar é super bem decorado.

 

 

  • Granger & Co. – Notting Hill

Apesar da fila nos fins de semana, o Granger vale a espera. O restaurante é de um chef australiano (Bill Granger) e é um dos lugares mais legais que fui dessa vez. Servem as melhores panquecas e os ovos mexidos são perfeitos, leves e saborosos.

Inclusive já foi eleitos um dos melhores ovos mexidos de Londres. As panquecas doces também fazem muito sucesso. Soma-se a isso tudo o fato do restaurant ficar num dos bairros mais charmosos do mundo! E depois de um belo café, que tal dar uma volta por Portobello road? Fica bem pertinho e vale como programa do dia!

 

 

  • The Wolseley – Mayfair

Outra boa sugestão é o brunch do The Wolseley. Só a decoracão já valeria a visita, mas a comida é tão boa quanto. A decoração nos lembra aqueles cafés de Paris, com janelas enormes e muita luz natural.

O brunch serve os famosos ovos pochê (com vários recheios), batatas, doces, brioches, chás e um delicioso chocolate quente. Por ser um lugar badalado, sugiro que façam reserva antes – a fila é longa.

 

 

  • The  Lanesborough – Knightsbridge

Esse superou todas as expectativas! Fica no salão de chá do The Lanesborough Hotel – um lugar lindo, super aconchegante, com atendimento impecável. Servem os scones mais fofinhos da cidade e tem uma pâtisserie de fazer inveja: docinhos, tortas, brioches, sanduíches saborosos, geléias artesanais e chás bem diferentes.

Não é a toa que foi o vencedor do The Tea Council Award of Excellence!

 

 

Gostaram das dicas? Deixem outras sugestões!

 

 


18/07/2016

131124_TravelDiary-1024x494

 

Apesar de concordar que viajar é um investimento, se mal organizado, seu investimento pode sair caro e te colocar em situações complicadas lá na frente.

Por isso – em tempos de crise! – na hora de organizar uma viagem todo cuidado é pouco!

Toda vez que começo a pensar na próxima viagem, a primeira coisa que me vem a cabeça é: vai ser uma viagem econômica ou confortável? 

Minha ideia de viagem confortável é aquela em que eu fico em hotéis com ótima estrutura, super bem localizados e contrato quase todos os serviços aqui do Brasil.

Uma viagem econômica é aquela que eu reservo um hotel mais simples, apenas com boa localização. Sem serviços, passeios e etc. O resto eu decido na hora se quero fazer ou não.

E nada melhor do que ter uma listinhas com os melhores sites de reserva de hotéis e serviços para nos orientar.

Aqui segue uma lista com os sites de reserva que mais uso quando vou viajar:

 

Booking

Booking.com

www.booking.com

Acho que esse todo mundo conhece. O booking é um dos maiores sites de reservas, com muitas opções de hospedagem. Além da variedade, os preços normalmente são melhores que os do próprio hotel.

O Booking também trabalha com a opção de reservar sem o cartão de crédito. Você só paga quando chegar ao hotel. Além disso, muitos hotéis podem ser cancelados gratuitamente até 48 horas antes da data do check-in. Isso é ótimo pra quem está confuso com a escolha da hospedagem ou ainda não confirmou a viagem toda.

 

 

trivago

Trivago  

www.trivago.com.br

O Trivago é a opção para quem está perdido sem saber por onde começar. Ele é um agregador de sites, onde podemos comparar vários sites de hospedagem além dos próprios hotéis. Quando fazemos a pesquisa ele nos dá muitas opções de oferta com os melhores preços dos sites de busca. A partir disso você escolhe o que melhor atende suas necessidades e ele te direciona para o site escolhido!

 

 

priceline

Priceline  

www.priceline.com

Priceline é outro site super legal, com muitos descontos interessantes, principalmente nos Estados Unidos. O diferencial daqui é uma ferramenta chamada “Name your own price”, algo como: “Diga o seu preço”.

Funciona assim:

Você faz a procura por um hotel na cidade solicitada e o Priceline te dá os resultados da busca. Até aí não tem diferença para os outros sites. Agora vem a melhor parte, você pode dizer o quanto gostaria de pagar por aquela categoria de hotel (ex: hotéis de categoria 4*) e em que parte da cidade gostaria de se hospedar.

A ideia aqui é colocar um valor abaixo do que você encontrou na busca original, claro! Depois disso é só colocar os dados do cartão e clicar na opção procurar. Se o Priceline aceitar sua oferta, seu hotel estará reservado com o valor que você quer pagar!

E aí? Legal, né? O lado ruim é que nem sempre damos sorte deles aceitarem a oferta, mas já consegui boas promoções com eles.

 

 

smith

Mr & Mrs Smith

www.mrandmrssmith.com

Esse é para aquelas viagens românticas, super charmosas ou para sua lua de mel! Eu descobri o Mr and Mrs Smith quando planejei uma viagem para comemorar 2 anos de namoro e fiquei encantada pelo site.

Todos os hotéis são criteriosamente escolhidos, a maioria são hotéis boutique com serviços de alto padrão e ainda recebemos presentinhos e amenities exclusivas!

E não fiquem pensando que eles só trabalham com hotéis 5*, pois já consegui hotéis boutique de padrão 3*, muito melhor que um de 5*. O legal é que eles conseguem um preço menor, mantendo a qualidade na hospedagem e no atendimento.

Já fiquei hospedada numa vila em Mallorca, super confortável, com direito a azeite exclusivo, feito numa fazendinha perto e opções de sabonetes do aroma que escolhesse! E com isso tudo ainda pagamos bem menos do que os hotéis que me indicaram ou os que procurei em outros sites de busca.

Para receber esses presentinhos e ficar sabendo das ofertas exclusivas do site, basta se cadastrar e escolher sua próxima hospedagem!

 

 

expedia

Expedia    

www.expedia.com.br

A Expedia é um dos maiores sites de reserva de viagem do mundo, o lugar que você encontra uma oferta enorme de hotéis, vôos, pacotes e aluguel de carros.

O que acho mais legal no Expedia é a facilidade de parcelar sua compra em R$ (até 12x) e ainda conseguir cancelar sua reserva sem custo, isso se você ainda não tiver pago uma parcela.

Fora isso, ainda tem a facilidade de contratar toda viagem (passagem + hotel + serviços) e conseguir parcelar tudo junto. Acho que esse é o grande diferencial do Expedia. Vale a pena conferir sempre!

 


15/01/2016

 

phone2

 

Acho que uma das melhores maneiras de planejar uma viagem é organizar tudo com antecedência e usar a tecnologia a favor é uma ótima forma de ter certeza que tudo (ou quase) sairá perfeito.

Para quem adora viajar, utilizar aplicativos que facilitam a vida é algo muito prático. Não precisar carregar o peso dos guias, mapas e coisas afins, deixa a viagem bem mais interessante.

Fiz uma lista com os aplicativo que mais uso e que facilitam a vida na hora do sufoco ou quando queremos conhecer o melhor da cidade.

Vamos lá:

1) TripIt

Descobri na minha última viagem e como tinham muitas cidades e trechos voados, foi de grande ajuda. Com ele é possível checar o horário do voo e rastrear nossas reservas. Ele acessa as informações pelo email e cria um roteiro com os dados mais importantes sobre a viagem. Pode ser acessado offline e ainda podemos anexar documentos que utilizamos com mais freqüência na viagem.
Tem versão gratuita e paga. Disponível para iOS, Android e Blackberry.

2) Trip Advisor
Esse eu acho que todo mundo conhece, mas sempre vale a indicação. Mesmo sabendo que existem algumas opiniões tendenciosas, eu sempre acertei nas escolhas utilizando esse app. O Trip Advisor fornece dicas e indicação de roteiros, hotéis, restaurantes, passeios e mostra as avaliações de pessoas que já estiveram nesses lugares, classificando o local e escrevendo uma pequena resenha sobre. Vale a pena quando estamos em dúvida sobre o hotel (principalmente). Já escapei de algumas furadas graças a ele! O app é gratuito e está disponível para iOS e Android.

3) AirBnb
Para quem prefere se sentir em casa e não gosta muito de hotel, o AirBnb é ótimo para esse tipo de consumidor. Na Europa o número de usuários cresce exponencialmente. Acho que o mais interessante é que esse app permite que o usuário busque o lugar de preferência, baseado no seu perfil de viagem, desde casas enormes e requintadas, até flats e quartos mais econômicos. O pagamento é feito direto com o proprietário e qualquer mudança ou solicitação fica mais fácil, a partir desse contato direto. O app é gratuito e está disponível para iOS e Android.

4) Fieldtrip
Não consigo mais imaginar fazer uma viagem para várias cidades e carregar guias e mapas de todas elas. Este aplicativo é uma espécie de guia turístico. Só precisamos ativar o sistema de localização do Google, que o app indica os locais e eventos mais próximos, desde pontos turísticos até restaurantes e boates. É gratuito para iOS e Android.

5) Mundi
Além do Kayak (mais conhecido), o Mundi é uma outra alternativa para pesquisar preços de passagem aéreas e hotéis. A busca pode ser feita por preço, categoria ou avaliações de outros usuários. É gratuito mas apenas apenas para iOS.

6) Convertizo 3
Este aplicativo permite que o usuário faça conversão de moeda, temperatura, medidas, energia e outras funções. Super útil naqueles momentos que precisamos saber qual o tamanho do sapato ou o valor da moeda local. É gratuito para iOS e Android.

7) Packing Pro
Para os loucos das listas, esse é sensacional! Imagina um aplicativo que concentre todas as suas listas de viagem… Você já pode deixar preparada uma lista para sua mala de praia, montanha, viagem de fim de semana, viagem para esquiar e por aí vai.
O Packing Pro organiza tudo isso e também aquelas listinhas pré-viagem essenciais para que tudo saia perfeito. Só tem um probleminha: o app é pago e está disponível apenas para iOS.

8) Mtrip
Outro achado na última viagem! Para quem adora guias, esse app disponibiliza guias de várias cidades, com pontos turísticos, restaurantes, bares, eventos e hotéis, com suas devidas avaliações, preços e horários atualizados. E a melhor parte: podemos acessar todas as informações salvas, offline. Você consegue reunir as informações da viagem, criando um roteiro personalizado, de acordo com as suas preferencias. O MTrip não precisar ser pago para baixar, mas os guias de cada cidade precisam ser comprados para acessar. Ainda assim, vale o conforto de não precisar carregar mais o peso dos guias (livros). Está disponível para iOS e Android.

9) AllSubway
Sabem aquelas cidades em que andar de metrô é uma das atividades que mais fazemos quando estamos viajando? Então, esse aplicativo facilita bastante a vida quando precisamos ler o mapa da estação, decidir onde descer, ou fazer as baldeações. Nele podemos visualizar o mapa das cidades e usar as informações offline. Um adianto e tanto quando estamos confusos com o mapa. O app é pago e apenas para iOs.

10) Free Wi-fi
Achar uma conexão free quando estamos viajando é o sonho de consumo da maioria dos viajantes que conheço. Esse app te dá o caminho das pedras para encontrar redes gratuitas em varias cidades do mundo. No mapa da cidade ele mostra onde estão as conexões abertas mais perto e ainda te permite baixar dados para achar os hotspots offline. Não é demais? E também é gratuito para iOS e Android.

E aí? Alguém indica mais algum?


07/01/2016

BeaverWestin

 

Não há motivos para não conhecer Beaver Creek. Além do mais, a estação é linda, sofisticada e charmosa.

Pertinho de Vail, Beaver fica a 41km do aeroporto de Eagle (EGE), e cerca de 2h30 de distância de Denver (DEN). Dá para pegar um transfer ou alugar carro por ali mesmo.

Essa estação fica no meio do caminho entre Denver e Aspen, na famosa rodovia I-70.
Nós alugamos uma casa, mas a cidade oferece uma enorme variedade de hotéis, assim como bons restaurantes, pubs animados, cafés super charmosos, lojinhas acolhedoras e boates agitadas.

 

beavercreek

 

Beaver conta com 25 lifts que servem a 150 pistas para todos os níveis: 30 fáceis, 63 intermediárias e 57 difíceis.

A infra-estrutura não perde em nada para a estação mais próxima – Vail.

 

park-hyatt-beaver-creek-resort-spa-avon-colorado

 

São 3 vilarejos: Beaver Creek Village (onde ficamos), Bachelor Gulch e Arrowhead Village.

O vilarejo principal é Beaver Creek Village, onde ficam as lojas mais legais, restaurantes, cafés e galerias de arte mais badaladas da região. Mesmo no frio de – 8°C é uma delícia passear por ali, onde quase tudo é conectado por escadas rolantes e passarelas aquecidas.

 

Kids having fun at Beaver Creek

 

Outra dica legal é provar os cookies e o chocolate quente de um dos cafés do vilarejo. Imperdíveis!

Aliás, experimentar cookies faz parte da tradição local. É comum ver alguns chef’s oferecendo cookies em bandejas para os visitantes que passeiam por ali.

 

CO_BCchef

 

Quem quiser luxo e conforto para o après ski, a sugestão é se hospedar no The Osprey, eleito o melhor resort de inverno dos Estados Unidos pela Travel + Leisure.

 

VailResorts_BVC6911_Jack_Affleck_HighRes

 

Como nas outras estações mais badaladas, há ônibus que circulam gratuitamente dentro e fora de Beaver Creek, fazendo o percurso entre elas.

Sempre sugiro alugar um carro se você quiser mais liberdade para sair das estações, já que existem alguns Outlets na rodovia que valem à pena a parada.

 

Park Hyatt Beaver Creek

Dicas úteis:

  • Chegue cedo às pistas: normalmente as estações fecham às 17h e o tempo voa quando estamos lá em cima;
  • Confira suas fixações (regulagens e estado) antes de subir;
  • Não pare NUNCA no meio da pista;
  • Olhe para cima (é de lá que vem o perigo…) – se precisar parar porque se machucou, ou para socorrer alguém, finque os esquis (cruzados) ou o snowboard (de pé) na neve para sinalizar;
  • Mais cuidado no início do dia (gelo nas pistas + corpo frio) e no fim do dia (neve pesada + corpo cansado);
  • Muito cuidado nas áreas crowd: entrada de restaurantes e skilifts;
  • Nunca esqueça: na montanha, quem está mais abaixo tem SEMPRE a preferência;
  • Não faça “fora-de-pista” sozinho (nem uma “bandinha”), nem mesmo se conhecer o terreno em que vai descer (as pedras não têm coração);
  • Seja gentil com os haoles. Você já foi assim um dia, rs.

 

 

Fontes: Viajando a Dois, Point da Neve.


02/06/2015

 

road4

 

Uma das coisas que mais gosto de fazer na vida é viajar de carro. E não importa o destino, a música certa faz toda diferença no percurso.

Meus amigos sabem que eu adoro essas viagens curtas de fim de semana e também sabem que eu sou louca por música!

Faz tempo que me pedem uma seleção de música para ouvir na estrada, mas nunca sei se faço uma trilha especial para viagem romântica, ou uma com as músicas que mais escuto quando estou no carro.

Para garantir que todos gostem, fiz uma seleção bem diferente, para todos os gostos… quer dizer, quem não gosta muito de Rock, não vai gostar tanto assim, rs.

Muitas vezes faço a seleção de acordo com o tema da viagem, praia ou serra. Mas a verdade é que acabo sempre ouvindo as que mais me animam na estrada.

Então, que tal pensar nas músicas da sua próxima viagem?

Segue a minha lista com 20 músicas para ouvir na estrada!

 

1) The Verve – “Lucky Man”

 

2) Creedence Clearwater Revival – “Have you ever seen the rain”

 

3) AC/DC – “Highway to Hell”

 

4) When in Rome – “The Promise”

 

5) Stone Temple Pilots – Plush

 

6) The Nixons – “Sister

 

7) Eagles – “Hotel California”

 

8) Blind Melon – “No Rain”

 

9) Foo Fighters – Big Me

 

10) Stone Sour – “Through Glass”

 

11) Couting Crows – “Palisades Park”

 

12) Blues Traveler – “Run Around”

 

13) Birdy – “Skinny Love”

 

14) Pink Floyd – “Wish You Were Here”

 

15) Breaking Benjamin – “Breath”

 

16) Staind – “So Far Away”

 

17) Audioslave – “I Am The Highway”

 

18) Coldplay – “Green Eyes”

 

19) Sister Hazel – “Champagne High”

 

20) The Outfield – “Your Love”

 

 


Página 1 de 1012345...10...Última »
     

deiamonteiro


Andréa Monteiro

Carioca, empresária e apaixonada por viagens.




Parceiros

Novidades por Email

Entre com seu e-mail para ficar por dentro das novidades


Instagram Slider

Instagram Slider
Nothing to search for